Nova Zelândia cria campanha impactante para uso do cinto de segurança

A Agência de Transportes da Nova Zelândia apresentou neste mês uma impactante campanha de conscientização para uso do cinto de segurança. De acordo com a NZTA (New Zealand Transport Agency), pelo menos 90 pessoas morrem por ano no país por não usarem o cinto.

A campanha usa vítimas de acidentes reais, que foram salvas pelo cinto. Apesar de feridos, alguns com ferimentos graves, todos sobreviveram graças ao cinto de segurança.

O foco da campanha são jovens, entre os 20 e 40 anos, que muitas vezes “esquecem” de usar o equipamento, principalmente após ingerirem bebidas alcoólicas. De acordo com a agência, esse tipo de motorista acha que o cinto é um acessório opcional, e chato de usar. Muitos usam apenas por achar que é a coisa certa a se fazer para não ser multado, não se preocupando com a segurança.

Os ferimentos mostrados na campanha são feitos com maquiagem e próteses, pois as vítimas já estão recuperadas. Esses ferimentos foram recriados de acordo com fotos, informações médicas e lembranças das vítimas, para que o efeito seja o mais real possível.

A campanha serve para mostrar que, apesar dos ferimentos, todos esses motoristas e passageiros sobreviveram a terríveis acidentes. A campanha foi lançada em fevereiro, e colocada na internet, TV e nas rodovias, com placas e outdoors.

Deixe um comentário!

Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia