Petrobras só irá reajustar valor do diesel a cada 15 dias

por Blog do Caminhoneiro

A Petrobras anunciou hoje que irá alterar a frequência de reajustes dos preços do diesel nas refinarias. Atualmente, as alterações de valor acontecem mais ou menos uma vez a cada semana. Com a nova política de preços para o diesel, os reajustes não acontecerão em menos de 15 dias um do outro.

O valor do diesel nas refinarias corresponde hoje a cerca de 54% do valor final do diesel, e uma frequência menor de reajustes do diesel é pedida por transportadores desde a greve de maio de 2018, para que seja possível a elaboração de planilhas de custo do frete com uma efetividade maior.

De acordo com a Petrobras, apesar dos reajustes passarem a ser feitos, no mínimo, a cada 15 dias, a estatal ainda usará mecanismos de proteção para a empresa, para preservar a rentabilidade de suas operações de refino.

Os valores do diesel serão reajustados conforme dados de preços de paridade internacional (PPI), para evitar aumento de preços excessivo ou caracterização de exercício de poder de monopólio, já que a estatal detém 98% da capacidade de refino de combustíveis no Brasil.

De acordo com a Petrobras, uma pesquisa abrangendo 163 países, realizada pela Globalpetrolprices.com, revela que o preço do diesel ao consumidor final no Brasil é 18% inferior à média global e ocupa a 57º posição, sendo, portanto, inferior aos preços observados em 106 países.

A empresa também anunciou a criação de um programa de criação de cartões para caminhoneiros, o Cartão Caminhoneiro Petrobras, que permitirá aos motoristas a compra de diesel a preço fixo nos postos Petrobras (BR) em todo o Brasil.

Esse cartão será uma opção de proteção da volatilidade de preços, garantindo assim a estabilidade durante a realização de viagens.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

2 comentários

Ze Luis 26/03/2019 - 21:28

O que a Petrobrás deveria fazer não faz, que seria refinar 100% do petróleo no Brasil ao invés de mandar para os Americanos fazerem este trabalho por lá, gerando emprego e renda naquele país. Agora vem querer enganar os transportadores brasileiros com o cartão caminhoneiro. Se bem que o brasileiro é burro e aceita tudo de braços cruzados.

Reply
Carlos 27/03/2019 - 00:29

Ou venderam ações para os americanos?…É um absurdo o diesel quase ao preço da gasolina, sendo que um veículo percorre 15 km/litro e uma carreta no transporte 2 km/Litro. Cada país com sua realidade e no Brasil diesel alto gera inflação, ou será que não sabem? Esse é o Brasil!

Reply

Escreva um comentário