Navistar irá pagar indenizações a proprietários de caminhões com motores MaxxForce nos EUA

por Blog do Caminhoneiro

A Navistar anunciou que irá indenizar os proprietários de caminhões vendidos pela marca equipados com motores MaxxForce, que tinha problemas de projeto. Os valores das indenizações variam de US$ 2.500 a US$ 15.000 por caminhão defeituoso, dependendo da gravidade dos problemas. O valor total a ser pago é de US$ 135 milhões.

O problema nos motores acontecia no EGR, sistema de recirculação de gases do escapamento, para cumprimento de normas ambientais dos Estados Unidos.

Os caminhões afetados pelo problema foram fabricados entre 2010 e 2012. No final de 2012 a empresa descobriu a origem do problema e parou a produção de veículos com esses motores.

A Navistar é dona das marcas Caterpillar Trucks e International Trucks. Caminhões das duas montadoras eram equipados com esses motores.

Existem três formas de receber as indenizações. A primeira é o pagamento de US$ 2.500, que a empresa fará a qualquer proprietário dos modelos com defeito, “sem fazer perguntas”. Basta que o proprietário do caminhão solicite o pagamento.

A segunda forma de receber é com bônus para compra de um caminhão zero quilômetro da marca. Esse desconto equivale a US$ 10 mil, e é negociado diretamente com as concessionárias.

O terceiro tipo de indenização é para aqueles proprietários que tiveram problemas com os veículos. Nesse caso haverá uma investigação, e o proprietário terá que comprovar as despesas de oficina com seu caminhão. O valor máximo será de US$ 15 mil por veículo afetado.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

2 comentários

Ezequiel Neto 27/11/2019 - 16:32

Pobres proprietários dos caminhões International que a NAVISTAR produziu em Canoas – Rio Grande do Sul. A Montadora fechou as portas em 2015 deixando os clientes (inclusive o governo), sem peças, sem assistência técnica e sem peças e componentes de reposição. Só para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) a Montadora vendeu e entregou 900 unidades do caminhão Durastar. Abuso e desrespeito com o consumidor brasileiro. Duvido que fizessem isso nos USA onde a empresa tem sede.

Reply
Everaldo Alcântara da Silva 04/06/2019 - 21:07

Sou do Rio de Janeiro tenho a categoria E é curso Mopp e Cargas Indivisíveis todos atualizados, gostaria muito de uma oportunidade de aprendiz de carreteiro ou motorista truck nesta grande empresa.

Reply

Escreva um comentário