Volkswagen Caminhões e Ônibus oferece 0% de entrada para linha MAN TGX

Até o dia 31 de agosto, a Volkswagen Caminhões e Ônibus oferece condições especiais para aquisição do extrapesado premium MAN TGX, nas versões 28.440 6×2 e 29.480 6×4. Entre as vantagens, estão o custo zero de manutenção por três anos e 0% de entrada, com taxas a partir de 0,91% ao mês. A marca oferece ainda a supervalorização do caminhão usado na troca – especialmente se o veículo envolvido na negociação também for da linha MAN TGX.

“A família MAN TGX oferece desempenho, economia e segurança para o transporte de cargas, contando ainda com uma cabine moderna e espaçosa, que proporciona o máximo conforto ao condutor. Além do melhor produto, temos também os melhores serviços, por meio da nossa rede de cerca de 150 concessionários estrategicamente distribuídos pelo país”, afirma Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda da Volkswagen Caminhões e ônibus.

MAN TGX

No TGX 29.480, o motor MAN D26 de seis cilindros e 12,4 litros garante um torque de 2.400 Nm em uma ampla faixa de rotações, o que proporciona maior capacidade de sustentação da velocidade em rampa e menor necessidade de troca de marchas. A potência máxima é obtida já a partir de 1.400 rpm. O MAN TGX 29.480 6×4 tem ainda uma das maiores capacidades de tração do mercado e está equipado com freios de serviço a tambor nos eixos dianteiros e traseiros, seguindo a preferência do mercado.

O TGX 28.440 6×2 é indicado para transporte rodoviário de médias e longas distâncias para cargas gerais em composições de 48,5 a 53,0 toneladas de PBTC. Oferece cabine espaçosa e requintada, com excelente nível de conforto para o motorista, além de sistema de basculamento elétrico da cabine, transmissão automatizada de 16 marchas e uma série de outros itens de conforto e segurança. Seu motor MAN de 12 litros oferece potência máxima de 440 cv e torque máximo de 2.200 Nm a partir de 950 rpm.




Um comentário em “Volkswagen Caminhões e Ônibus oferece 0% de entrada para linha MAN TGX

  • 24/08/2019 em 10:06
    Permalink

    Nossa o desespero bateu!

Fechado para comentários.