PRF aborda caminhões com mais de 14 toneladas de excesso de peso no Paraná

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) reteve três caminhões com excesso de peso nesta quinta-feira (21) na BR-277, entre os municípios de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu, na região oeste do Paraná.

Os veículos, que transportavam cargas de concreto e areia, estavam com um total de 14,7 toneladas acima da capacidade máxima permitida.

As três infrações de trânsito por excesso de peso somaram R$ 4,2 mil. O valor é proporcional ao tamanho do excesso detectado em cada veículo, conforme o artigo 231 do Código de Trânsito.

Os agentes da PRF emitiram ainda outras oito notificações, relacionadas à licenciamento e equipamentos obrigatórios ausentes, inoperantes ou em desacordo com a legislação, como extintor, tacógrafo e faixas refletivas.

Os três caminhões permaneceram retidos até a conclusão o transbordo de parte das cargas para outros veículos, o que demorou mais de três horas.

O excesso de peso, além de provocar danos e reduzir a vida útil do asfalto das rodovias, pode provocar acidentes graves. Ele compromete o funcionamento dos sistemas de freios e de suspensão dos caminhões, além de reduzir a sua velocidade em trechos de subida.






RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL

Seu e-mail (obrigatório)


10 comentários em “PRF aborda caminhões com mais de 14 toneladas de excesso de peso no Paraná

  • 23/11/2019 em 15:17
    Permalink

    Betoneira sempre anda com excesso. Lá na enpresa que eu carrego elas chegam com 8m3, cada metro pesa 2.5t. já dá 20.000kg. põe mais uns 11 de tara, anda fácil com 31t no 3 eixo.

    Resposta
  • 23/11/2019 em 11:10
    Permalink

    Não sou contra a fiscalização,mas infelizmente a PRF só presta pra isso
    Precisei deles e simplesmente me disseram que não podia fazer nada,se eles não podem quem será que pode?

    Resposta
  • 22/11/2019 em 21:48
    Permalink

    Eu gostaria de saber pq a polícia rodoviária não apreende os caminhões canavieiros que transitam pelas rodovias com excesso de carga e velocidade bemm abaixo do minimo aqui no estado de sp …deve rolar um $$$ bem gordo para eles .eu mesmo prdi um amigo que entrou com o carro na traseira de um que estava praticamente a 10 km

    Resposta
  • 22/11/2019 em 20:17
    Permalink

    Vai atrás de quem trabalha…. De bandidos ninguém vai….
    Desde quando esses vermes se preocupam com asfalto….
    A empresa deu a gorja e os caminhões saíram carregados com a mesma carga….
    Vai Brasil

    Resposta
  • 22/11/2019 em 16:03
    Permalink

    Pra cima deles PRF….não votei no 17 à toa.

    Resposta
    • 22/11/2019 em 20:33
      Permalink

      Quem tá aqui aplaudindo não sabe de nada , virou um ótimo meio de extorquir os motoristas , quando vc carrega o caminhão, vc pesa o caminhão todo no balanção , aí chega na polícia e pesa por eixo , pronto, excesso de peso . Carga fracionada então nunca passa , isso é uma safadeza, tem carga que não tem como ficar uniforme .

      Resposta
  • 22/11/2019 em 13:37
    Permalink

    Boa tarde quando isso vai ser resolvido andar com excesso e errado concordo será que tem como colocar pessoas que sabe trabalhar com esse tipo de infração honesta primeiro de tudo tá difícil de achar essas pessoas

    Resposta
  • 22/11/2019 em 11:20
    Permalink

    Pra ferrar com o caminhoneiro a PRF é eficiente, mas para fiscalizar empresas que não cumprem a tabela do frete eles fazem corpinho mole ou recebem uns $$$ por fora de empresário corrupto.
    Vida mesmo quem tem são os caminhoneiros norte americanos e canadenses.

    Resposta
    • 22/11/2019 em 16:26
      Permalink

      As balanças deveria pesar o peso bruto do veículo,e não por eixo.

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!