Presidente da Volvo diz estar confiante com Brasil

por Blog do Caminhoneiro

O mais jovem executivo a assumir a presidência da Volvo no Brasil e na América Latina, Wilson Lirmann, diz estar confiante na recuperação econômica e no contínuo processo de construção de um novo País. “Em fevereiro, anunciamos R$ 1 bilhão em novos investimentos e essa é a melhor sinalização de que estamos bastante otimistas”, afirmou Wilson durante visita à Coopavel Cooperativa Agroindustrial nesta semana. Ele esteve em Cascavel para, ao lado de outros diretores, entregar ao presidente Dilvo Grolli as chaves de remessa de 45 caminhões (de um total de 102) comprados recentemente pela cooperativa. O investimento chega a R$ 50 milhões.

O Brasil está saindo de uma de suas mais graves crises e a recuperação será gradual, conforme Wilson. Para isso, conta com a força e a performance de setores determinantes como o agronegócio. “Esse e muitos outros têm enorme potencial de crescimento e precisam das condições certas para demonstrar do que são capazes”. O presidente da Volvo lembrou que em fevereiro a empresa anunciou R$ 1 bilhão em investimentos para o triênio 2021 a 2023, dinheiro para desenvolver novos produtos, serviços e tecnologias, e também para a atualização da planta de Curitiba, bem como para apoio aos fornecedores. Esse valor se soma a outros R$ 1,25 bilhão injetados pela Volvo de 2017 a 2019.

Mesmo que ainda não tenha superado todos os efeitos da pior crise brasileira, o crescimento verificado desde o início do ano passado traz resultados positivos ao setor automobilístico. “A Volvo experimenta crescimento em suas vendas acima da média nacional. O ano de 2019 foi muito bom”, segundo Wilson Lirmann. Há um conjunto de aspectos favoráveis, como inflação baixa, taxas de juros em queda, bons resultados da balança comercial e os reflexos da mãe de todas as reformas, a da Previdência.

Para que o bom momento siga e seja consistente, o presidente da fabricante sueca entende como fundamentais a aprovação das reformas fiscal e administrativa, principalmente. “Não podemos parar e muito menos perder tempo. A agenda das mudanças ainda necessárias é ampla e precisamos avançar”, segundo Wilson, que é engenheiro mecânico e ascendeu à presidência da Volvo em julho de 2016. A recuperação do equilíbrio da economia também é sentido com a queda do desemprego e com as reações já sentidas em várias indústrias, como a da construção civil, que voltaram a lançar empreendimentos e abrir novas vagas.

Ampliação da frota

A junção de fatores certos cria um ambiente positivo à renovação e ampliação das frotas, a exemplo do que faz a Coopavel, segundo o presidente da Volvo. Os caminhos comprados nos últimos meses pela cooperativa vão ser empregados em diversos setores, de olho em mais eficiência, redução de custos com combustíveis e manutenção e melhor desempenho nas tarefas às quais esses conjuntos serão submetidos, diz o presidente Dilvo Grolli. “Temos, nessa parceria, a participação ativa e indispensável da concessionária, a Nórdica, que significa, entre outras coisas, mais agilidade na prestação de serviços”, complementa Wilson Lirmann.

Em visita à área industrial, Dilvo fez um relato à comitiva da Volvo do Brasil sobre história, desempenho e perspectivas para a Coopavel. “Somos uma cooperativa 100% paranaense, que gera desenvolvimento em uma região formada por mais de 20 municípios”. O ano de 2019 foi um dos melhores da trajetória de 50 anos, com crescimento de 280% no lucro e com investimentos na ascendente. Para acompanhar uma fase de tanto trabalho e de resultados tão bons, a cooperativa precisa contar, entre outras coisas, com uma frota confiável e de alto desempenho. “Estamos felizes com a parceria com a Volvo, reconhecida pela qualidade, tecnologia e durabilidade dos caminhões que fabrica”, afirma Dilvo.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário