Ibema passa a oferecer alimentação e banho para caminhoneiros parceiros em suas duas fábricas

por Blog do Caminhoneiro

A Ibema, terceira maior fabricante de papelcartão do país e um dos principais players do setor na América Latina, preocupada com a manutenção das condições de trabalho de toda a cadeia produtiva, passa a oferecer alimentação, café da manhã, almoço e jantar, e locais para higienização aos caminhoneiros parceiros em suas duas fábricas, localizadas em Turvo, no Paraná, e em Embu das Artes, no estado de São Paulo. A categoria, indispensável para evitar o desabastecimento de insumos, sofre com os efeitos da pandemia de coronavírus.

“Temos vários fornecedores de transporte e ouvimos relatos de motoristas sobre a dificuldade de encontrarem um restaurante aberto. Por isso, estamos fornecendo gratuitamente, dentro de nossa estrutura, alimentação, local para banho e para higienização. Essas ações contemplam os caminhoneiros que hoje operam as cargas da Ibema”, afirma Diego Gracia, Gerente de Estratégia & Marketing da empresa.

Além de disponibilizar e custear as refeições dos parceiros, a empresa oferece ainda, na unidade fabril de Turvo, serviço de delivery para atender as demandas pontuais dos motoristas, com um funcionário disponível para a entrega. “Temos consciência da nossa importância dentro da cadeia de abastecimento de diversos segmentos. Neste momento, o nosso compromisso é garantir o fornecimento de papelcartão para que as embalagens continuem chegando e abastecendo os brasileiros. Com relação aos motoristas, estamos apoiando esses profissionais e esperamos que outras empresas sigam nessa direção. Eles são uma de nossas prioridades, e sem eles todo nosso esforço será em vão”.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

1 comentário

Ezequiel Neto 04/04/2020 - 07:38

Parabéns à IBEMA pela demonstração de solidariedade. Se todas as grandes empresas do País adotassem o mesmo gesto, os problemas seriam mais facilmente sanados.

Reply

Escreva um comentário