Estados Unidos elimina temporariamente o controle de jornada para caminhoneiros

por Blog do Caminhoneiro

O Coronavírus está mudando o mundo de uma forma muito rápida. Medidas que restringem ou liberar a circulação, de pessoas, mercadorias e outros, não param de ser alteradas. Em mais um capítulo dessa história, os Estados Unidos derrubaram temporariamente uma lei de 1938.

Essa lei controla de forma rígida a jornada diária dos motoristas de caminhão do país. Para garantir o abastecimento das cidades, o governo interrompeu a aplicação da lei até 14 de junho. Apesar disso, essa medida pode ser estendida enquanto ainda houver problemas com o Coronavírus.

Apesar da lei ser federal, muitos estados já tinham feito modificações pontuais nela, afrouxando ou apertando as regras em meio a desastres naturais, por exemplo, visando evitar corridas aos mercados e falta de produtos.

De acordo com dados da Federal Federal Carrier Safety Administration, cerca de 70% de tudo o que é consumido nos Estados Unidos é transportado por caminhões.

A lei exige que os caminhoneiro trabalhem, no máximo 11 horas diárias, com 10 horas entre jornadas. Essa lei foi criada para evitar que os caminhoneiros continuasse rodando, mesmo quando estivessem exaustos.

Apesar disso, muitos motoristas não gostam da lei, dizendo que ela é rigorosa de mais, e acaba comprometendo as horas de descanso e fazendo com que os caminhoneiros andem mais rápido do que deveriam para cumprir os prazos das entregas.

Quase todos os tipos de cargas transportadas ficam fora do controle de jornada obrigatório, como itens médicos, alimentos, matérias-primas, combustíveis, gases e outros. Apenas transportes considerados não essenciais devem cumprir a jornada como manda a lei.

Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário