COLUNA MECÂNICA ONLINE – Alta tensão nos veículos elétricos e híbridos

por Blog do Caminhoneiro

Atualmente é cada vez mais comum encontrarmos veículos híbridos e também elétricos em nossas ruas. Normalmente o carro inicia em modo totalmente elétrico para economizar combustível, depois liga o motor a combustão interna e passa para o modo gasolina ou mesmo bicombustível, quando o veículo atinge uma determinada velocidade.

O motor elétrico também pode trabalhar em conjunto com o motor a gasolina para fornecer um aumento de potência ao acelerar. Embora os híbridos obtenham melhor economia de combustível que os veículos convencionais, eles também apresentam alguns riscos exclusivos quando estão envolvidos em um acidente ou quando precisam ser reparados.

A bateria híbrida de alta tensão e os componentes do trem de força híbrido criam um risco potencial de choque. Não ouvimos falar de ninguém sendo eletrocutado enquanto trabalhava em um híbrido ou ao ser removido de um híbrido destruído, mas o perigo existe. Consequentemente, certas precauções devem ser usadas ao trabalhar em um veículo híbrido.

Como regra, os híbridos que possuem um modo de condução elétrico completo e usam baterias de voltagem mais alta do que aqueles que não possuem um modo elétrico completo.

A bateria do Honda Insight e Civic Hybrid está classificada em 144 volts. A bateria do Toyota Prius de 2001-2003 de 1ª geração estava classificada em 273,6 volts, enquanto o Prius de 2004-2008 de 2ª geração tinha classificação em 201,6 volts.

A voltagem na maioria das baterias híbridas pode causar um choque letal, semelhante ao de uma cadeira elétrica. Além disso, a voltagem de uma bateria híbrida é a corrente contínua (CC), que carrega mais força do que a corrente alternada (CA). A tensão limite em que a CC se torna perigosa pode ser tão baixa quanto 55 a 60 volts, em comparação com 110 volts para CA.

As baterias comuns de carro de 12 volts CC e os sistemas elétricos não representam perigo, mas o sistema de ignição secundário de alta tensão pode causar um choque desagradável (embora a corrente seja geralmente muito baixa para causar danos graves).

Os híbridos são realmente perigosos? Não se você os tratar com respeito, esteja ciente do risco potencial de choque e siga o procedimento de segurança recomendado ao trabalhar em um desses veículos.

Os cabos de alta tensão em veículos híbridos geralmente são codificados por cores para alertá-lo sobre seu perigo potencial. Na maioria dos casos, os cabos de alta tensão são LARANJA com código de cores.

Evite o contato com esses cabos, a menos que a bateria de alta tensão na parte traseira do veículo tenha sido desconectada. Todas as baterias híbridas possuem um interruptor de segurança ou um mecanismo de desconexão para desconectar a bateria do sistema elétrico do veículo.

A localização do interruptor de segurança de desconexão da bateria e o procedimento de desconexão variam de um veículo para outro, portanto, consulte o manual do proprietário ou a literatura de serviço para obter detalhes específicos.

Outra precaução geralmente negligenciada é garantir que a ignição esteja desligada e a chave esteja afastada do veículo antes de ser reparado. Verifique se a luz READY não está acesa.

Se a energia estiver ligada, o sistema de alta tensão está ativo e apresenta risco de choque se você entrar em contato direto com qualquer um de seus componentes elétricos não isolados (como o inversor sob o capô).

Outra sugestão é esperar 15 minutos antes de trabalhar no veículo após a bateria ter sido isolada ou desconectada. Os capacitores de alta tensão dentro do inversor precisam de tempo para esgotar a energia armazenada.

A maioria dos híbridos possui algum tipo de luz indicadora de “Pronto” no painel para informar ao motorista quando o sistema híbrido está ligado. Portanto, sempre verifique se a luz está apagada, a ignição está desligada e a chave está fora do veículo antes de iniciar qualquer serviço ou reparo.

A remoção da chave do veículo é especialmente importante se o veículo tiver um sistema de entrada sem chave e reconhecer o chaveiro sempre que estiver próximo do carro. Mantenha o chaveiro sem chave a pelo menos 6 metros de distância para evitar partidas acidentais.

A maioria dos híbridos ou elétricos são projetados para isolar a bateria de alta tensão se o veículo estiver envolvido em um acidente grave o suficiente para acionamento dos airbags.

Muitas vezes, a bateria de alta tensão e os circuitos de fiação são separados dos outros circuitos elétricos do veículo e não usam a estrutura ou o chassi como terra. Um sensor de falta de aterramento desconectará a bateria híbrida e acenderá uma luz de aviso (um ponto de exclamação dentro de um triângulo) se detectar algum vazamento de alta tensão no veículo. A boa notícia é que ninguém foi ferido ou eletrocutado por um veículo elétrico ou mesmo híbrido.

Mecânica Online

Curso Veículos Elétricos e Híbridos – O portal Mecânica Online® lança no mês de julho um dos melhores cursos on-line sobre veículos elétricos e híbridos, abordando a propulsão convencional, híbrida e elétrica. São 60 capítulos apresentados nas 262 páginas carregadas de conteúdo e ilustrações, além de vídeos. No mês de lançamento a inscrição será de apenas R$ 39,90.

SAE Brasil – Em virtude do cenário atípico e altamente imprevisível estabelecido pela pandemia do coronavírus (covid-19), a SAE BRASIL informa que o 29º Congresso e Mostra SAE BRASIL, que seria realizado entre 8 a 10 de setembro de 2020, foi transferido para 31 de agosto a 2 de setembro de 2021.

Pneus em baixa – Em maio, a indústria nacional de pneumáticos teve queda de 50,5% em comparação ao mesmo período de 2019. O resultado é consequência da queda significativa nas vendas para montadoras (-81,1%) e para o mercado de reposição (-37,6%). Com isso, o mês fechou com um total de 2.532.359 unidades comercializadas. Os dados fazem parte do levantamento setorial divulgado pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP).


Tarcisio Dias é profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, desenvolve o site Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) que apresenta o único centro de treinamento online sobre mecânica na internet (www.cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

Coluna Mecânica Online® – Aborda aspectos de manutenção, tecnologias e inovações mecânicas nos transportes em geral. Menção honrosa na categoria internet do 7º e 13º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade. Distribuição gratuita todos os dias 10, 20 e 30 do mês.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

Escreva um comentário