TransMaroni adquire 11 caminhões Scania movidos a gás

por Blog do Caminhoneiro

A TransMaroni Transportes é mais uma empresa a apostar na substituição do diesel por gás. A empresa adquiriu onze caminhões Scania R 410 6×2 movidos a gás natural ou biometano para ampliação da frota.

Os caminhões serão usados em diversas rotas pelo Brasil. Duas unidades já foram entregues e estão operando no transporte de carnes para a JBS e na entrega de produtos para o Carrefour.

“A Scania é o nosso maior parceiro no transporte. Já entregava um caminhão que consome muito menos combustível e isso, por si só, o torna mais sustentável que os outros do mercado. Agora, trouxe o modelo a gás, que é ainda mais sustentável. Então, estamos acreditando nesse propósito junto com a marca. Investimos na compra desses caminhões a gás porque acreditamos no futuro”, afirma Gustavo Maroni, Diretor Operacional na TransMaroni Transportes.

Esses caminhões operam com motores de Ciclo Otto, com velas de ignição, e foram desenvolvidos exclusivamente para operação com gás.

“Não é conversão. Ele tem garantia de fábrica, tecnologia confiável, desempenho consistente e força semelhante ao caminhão a diesel. Além de ser 20% mais silencioso”, explica Silvio Munhoz, Diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil.

Os caminhões a gás trazem diversos ganhos em relação ao diesel, tendo um custo de operação reduzido. Também são mais silenciosos e emitem menos poluentes.

A segurança é total em caso de acidentes ou explosão. Os cilindros e válvulas são certificados pelo Inmetro (em conformidade com a lei). São três válvulas (vazão, pressão e temperatura) que liberam o gás em caso de anomalia em um destes três quesitos. Os cilindros são extremamente robustos (o material é de ogivas de mísseis). Em caso de incêndio ou batida o gás é liberado para a atmosfera e se dissolve sem perigo de explosão ao contrário de um veículo similar abastecido a diesel que é mais perigoso, pois o líquido fica no chão ou em cima do caminhão.

“A TransMaroni comprou 11 caminhões R 410 6×2 a gás, e se tornou a transportadora a adquirir o maior lote até o momento. As conversas começaram na Fenatran e amadureceram ao longo dos meses. Trata-se de um grupo com muita visão de futuro e de ações concretas de sustentabilidade”, salienta Munhoz.

50 unidades

Desde a apresentação dos modelos a gás e início das vendas, a Scania já comercializou 50 unidades dos caminhões movidos a gás, para empresas de todo o Brasil.

A primeira compradora, logo após o lançamento na Fenatran de 2019, foi a RN Express, que adquiriu uma unidade na feira, e mais seis posteriormente.

Jomed LOG, CCL e Coopercarga também adquiriram unidades, além do Grupo Charruá, do Rio Grande do Sul. Outras empresas não foram apresentadas porque não autorizaram a divulgação dos negócios.

Maior venda

A venda para a TransMaroni é a maior já feita para uma transportadora, mas a Pepsico, que é uma embarcadora, adquiriu 18 unidades do G 340 4×2 a gás.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

 

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!