Filho homenageia o pai caminhoneiro com tatuagem

por Blog do Caminhoneiro

Cauã Daldon é filho do ex-caminhoneiro Valdir Sidnei Daldon, que faleceu aos 54 anos, vítima de um AVC, em julho deste ano. A família é de Itu-SP, e o Sr. Valdir iniciou sua trajetória na roça, onde teve os primeiro contato com a mecânica de veículos.

Após casar, começou a trabalhar como ajudante de borracheiro. Com o passar do tempo, Setenta, como era conhecido, comprou o primeiro caminhão. Posteriormente, adquiriu outros, e mantinha, além da Borracharia Setenta, uma pequena frota de caminhões operando.

De acordo com Cauã, que contou a história para o Blog do Caminhoneiro, os caminhões comprados por seu pai nunca foram zero km, e a frota atual, com cinco unidades, são mantidos com todo o zelo e carinho.

Logo após o falecimento do Sr. Valdir, que ocorreu em uma quinta-feira, seria realizada a procissão de São Cristóvão. Para homenagear o pai, Cauã colocou uma faixa em um Scania 142H, e participou da carreata, mesmo sendo somente quatro dias após o falecimento.

Para fazer uma homenagem ainda maior, fez uma tatuagem no antebraço, gravando na pele o Scania 112H que seu pai dirigia, além do amor de um pai e seu filho e o apelido de seu pai, Setenta, uma linda homenagem a um caminhoneiro que foi um exemplo para o filho.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

2 comentários

Valdir Procópio 19/12/2020 - 16:39

Belíssima homenagem, mas não esqueçamos do artista tatuador, o cara é muito especial!

Reply
Sergio 17/12/2020 - 14:19

Emocionante e exemplar ação de gratidão e respeito. Parabéns!!

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!