Usar a Tabela FIPE na hora de comprar ou vender caminhão

por Blog do Caminhoneiro

A principal ferramenta de trabalho e o companheiro diário do caminhoneiro é o seu caminhão, por isso na hora de vender um caminhão há sempre uma nostalgia de separação do companheiro que servia de abrigo durante a noite ou durante a chuva e que servia de fonte de rendimento.

No Brasil circulam mais de 2 milhões de caminhões que são essenciais para a economia do país e para o conforto e bem estar da população. Nem sempre a população em geral dá valor ao trabalho duro do caminhoneiro que é o responsável por garantir que bens essenciais e não essenciais chegam a todos os Brasileiros, mesmo os que vivem em zonas mais remotas.

Em 2020 foram vendidos 90 mil caminhões novos, um pouco menos do que em 2019 devido à pandemia e houve 330 mil caminhões usados que mudaram de dono. No total foram 425 mil mudanças de proprietário de caminhão em 2020, contra 465 mil em 2019. Mais de 1.100 caminhões mudaram de dono por cada dia do ano no Brasil.

Com tanto caminhão a circular e ser vendido, como saber qual o preço justo para cada modelo de caminhão?

Aqui a Tabela FIPE Caminhões dá uma ajuda muito importante a todos os caminhoneiros pois tem o valor de referência para todos os modelos de caminhões, novos e usados, à venda no Brasil.

Como é calculada a Tabela FIPE caminhões?

Cada modelo de caminhão tem um código FIPE que o distingue de todos os outros modelos de caminhão. Por exemplo o caminhão Volvo FH 540 GlobeTrotter 4×2 tem o código único da FIPE 516167-3.

Sempre que um caminhão novo ou usado é vendido, a FIPE registra essa venda e associa o valor de venda ao código FIPE e ao ano do caminhão. Depois no final do mês, a FIPE publica o valor médio de todas as vendas de caminhões por código e por ano da primeira placa. Voltando de novo ao exemplo do caminhão FH 540, o valor médio de um caminhão Volvo FH 540 GlobeTrotter 4×2 de 2016, segundo a Tabela FIPE Caminhões de Fevereiro de 2021 é R$ 275.257,00. Se fosse do ano de 2017, o valor seria R$ 305.657,00.

No entanto é importante referir que a tabela apenas olha a marca, modelo e ano e não considera o estado do caminhão, Kms rodados ou opcionais. Por isso é comum encontrar caminhões um pouco mais caros e outros um pouco mais baratos do que indicado na Tabela FIPE.

Se você for comprar um caminhão usado, use a tabela como referência média do valor de um caminhão, mas tenha em atenção os Kms rodados, o estado de conservação, opcionais, pneus , suspensão, vários componentes mecânicos e outros aspetos.

Como saber o valor de um caminhão

Para saber o valor de um caminhão pela tabela FIPE é muito simples e basta seguir os seguintes passos:

  1. Acesse https://www.tabelafipebrasil.com/caminhoes
  2. Clique na marca de caminhão que pretende pesquisar
  3. Clique no modelo de caminhão
  4. Veja os preços para todos os anos desse modelo ou escolha um ano para ver o histórico de depreciação.

Este é um exemplo de consulta.

Para que é usada a Tabela FIPE caminhões?

Há sempre pessoas que não concordam com a Tabela FIPE porque quem vende espera sempre um valor maior e quem compra espera sempre um valor menor, mas os valores são normalmente aceitos por várias entidades e são usados por exemplo nas sguintes situações:

  • Cálculo de valores de seguro para indenizações.
  • Cálculo de valores para herança
  • Cálculo de valores para determinar os bens de uma empresa
  • Definir valores para ações judiciais
  • Calcular o valor venal de IPVA
  • Valor de referência para leilões
  • Valor para compra e venda

 

Além disso a tabela também traz algumas curiosidades como o caminhão mais caro que é o Mercedes-Benz Actros 2653 MP5 LS 6×4 Zero Km, que custa mais de R$ 760.000,00 ou a pesquisa “cabe no meu bolso” que permite escolher uma faixa de preço, idade, marcas e ver quais os caminhões que cabem no seu bolso.

Artigos relacionados