Viagens de trens reduzem tráfego de mais de 1.600 caminhões por dia entre MT e Porto de Santos

por Blog do Caminhoneiro

A Rumo começou a usar trens com 120 vagões entre o terminal de Rondonópolis, no Mato Grosso, e o Porto de Santos. Cada composição tem capacidade de transportar 11.500 toneladas de grãos por viagem, 50% a mais que as composições de 80 vagões usadas anteriormente.

Diariamente, devem sair do terminal cerca de 7 trens carregados em direção a Santos, com até 80 mil toneladas de soja embarcadas todos os dias. Isso significa uma redução de mais de 1.600 rodotrens nas estradas.

Apesar da redução das viagens longas para os caminhões, o tráfego até o terminal de grãos de Rondonópolis é alto, e esses 1.600 caminhões descarregam diariamente no local.

Os testes com os novos trens, com maior capacidade de carga, começaram em junho do ano passado, e faz parte do compromisso assumido pela Rumo com a renovação antecipada do contrato de concessão da Malha Paulista até 2058.

No ano passado foram realizados 505 testes, o equivalente a mais de 830 mil quilômetros rodados.

“O aumento de capacidade dos trens irá proporcionar uma redução de 30% no fluxo, quando toda a frota for composta por esse novo modelo operacional. É uma solução que beneficia toda a cadeia logística. Desde a otimização do giro do terminal nas operações de carga e descarga até a redução no transit-time das operações ferroviárias e a oferta de fretes mais competitivos”, explica Darlan Fábio De David, vice-presidente da Operação Norte da Rumo.

A cada 25 trens de 120 vagões circulando até Santos, a economia de combustível equivale a um trem rodando no mesmo trajeto.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!