Empresa lança chassi a hidrogênio para montadoras colocarem suas cabines

por Blog do Caminhoneiro

A maioria das montadoras de veículos comerciais do planeta está procurando formas de eliminar o diesel, passando a utilizar eletricidade ou hidrogênio como combustível. Porém, o desenvolvimento de uma plataforma nova, com uma nova tecnologia e produção ainda baixa pode fazer os custos ficarem demasiadamente altos.

Pensando em resolver esse problema, a empresa de tecnologia Gaussin, que tem diversos projetos, inclusive de caminhões sem motoristas, acaba de apresentar mais uma novidade. O novo caminhão da empresa é o Skateboard, que, como o nome diz, parece uma prancha de skate.

O veículo possuí apenas chassi, carenagem e rodas, englobando dentro de sua estrutura, toda a tecnologia para ser movido a eletricidade ou com células de hidrogênio.

O projeto prevê que o Skateboard seja comercializado assim mesmo, para montadoras de caminhões que queiram acelerar o desenvolvimento da tecnologia, e colocar no mercado um produto mais barato, já que a Gaussin construirá os modelos para diversas empresas, reduzindo os custos.

“Com este chassi elétrico e a hidrogênio, uma estreia mundial, a Gaussin reafirma seu papel pioneiro na transição ecológica e no desenvolvimento de soluções de mobilidade com baixa emissão de carbono. O Skateboard é totalmente em linha com os planos de reduções de emissões globais e dá à Gaussin um papel de centro de nesse ecossistema”, disse Christophe Gaussin, CEO da Gaussin.

Caberá às montadoras tradicionais a instalação de uma cabine funcional, e outros sistemas no veículo, além da possibilidade de customização do chassi para atender à certas demandas.

O modelo poderá atender a construção de caminhões médios e pesados, entre 18 e 44 toneladas, e o lançamento comercial está previsto para o final deste ano.

A Gaussin oferece duas versões do seu chassi, sendo uma a hidrogênio, que pode ser abastecida em apenas 20 minutos, e tem autonomia de 800 quilômetros, e também uma versão elétrica, que pode ter as baterias trocadas em 3 minutos, evitando horas no carregador, e pode rodar por até 400 km.

A meta da Gaussin é se tornar um fornecedor referência na tecnologia, facilitando a migração do transporte a diesel para um modelo sem emissão de poluentes.

Se os planos derem certo, a empresa planeja produzir cerca de 450 mil Skateboards até o ano de 2031. Além disso, a empresa também está trabalhando na criação de uma operação para caminhões rodoviários, para atender as demandas específicas deste setor.

“Pela primeira vez no mundo dos caminhões pesados, a Gaussin criou uma plataforma versátil que permite que os vários fabricantes do setor atinjam uma produção extremamente rápida. A solução permitirá que eles economizem um tempo precioso no desenvolvimento de projetos, em um momento em que o mercado de veículos pesados está mudando rapidamente e a inovação é um fator chave de diferenciação, mais do que nunca”, explicou Jean-Claude Bailly, Diretor da Divisão de Caminhões e Ônibus da Gaussin.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe um comentário sobre o tema!