PRF flagra caminhões emitindo poluição acima do permitido em São Paulo

por Blog do Caminhoneiro

Ontem, 31 de março, a Polícia Rodoviária Federal realizou uma operação para coibir a adulteração do diesel e do aditivo Arla 32. A ação foi realizada no km 299 da BR 116, em Itapecerica da Serra/SP, e três caminhões foram flagrados com adulteração no sistema de controle de emissões do escapamento, causando poluição acima do limite estabelecido.

Durante cerca de quatro horas de operação, 29 caminhões foram fiscalizados. Os policiais verificam a quantidade de ureia presente no aditivo que deve ser lançado no sistema de escapamento.

Três motoristas foram autuados e responderão por crime contra o meio ambiente. Foram lavrados os termos circunstanciados de ocorrência, que serão encaminhados ao Ministério Público para a instrução do processo criminal. Os motoristas foram liberados e serão intimados posteriormente.

O Arla 32 tem utilização obrigatório desde 2012, e diminui a emissão de óxido de nitrogênio, um gás altamente prejudicial à saúde humana. Este reagente é pulverizado nos gases da descarga do veículo e através de uma reação química, transforma o óxido de nitrogênio em vapor de água e nitrogênio, gases inofensivos ao meio ambiente.

Além do uso do Arla 32, os policiais também verificaram a regularidade do uso do diesel S10 em caminhões fabricados a partir de 2012, visto que o diesel S500 emite 50 vezes mais dióxido de enxofre, gás que contribui para ocorrência de chuva ácida.

Por razões financeiras, muitos transportadores não utilizam o produto, inclusive fraudando o sistema SCR (Redução Catalítica Seletiva), instalado nos veículos para a conversão do NOx em água e nitrogênio, sem os óxidos, ou adulterando o produto em si, além de outras táticas para burlar a fiscalização.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!