Produção do caminhão elétrico e-Delivery deve começar em breve

por Blog do Caminhoneiro

A Volkswagen Caminhões e Ônibus anunciou hoje que deverá iniciar a produção em série do caminhão elétrico e-Delivery ainda neste semestre. O caminhão não emite poluentes em seu uso, e a solução está alinha à política de desenvolvimento e promoção de tecnologias limpas do Grupo Traton.

Recentemente, o Grupo Traton anunciou o investimento de € 1,6 bilhão (R$ 10,6 bilhões) em pesquisa e desenvolvimento de veículos elétricos até 2025. O Grupo Traton já tem metas a serem atingidas até 2030 em soluções de mobilidade elétrica.

“A pandemia mundial de Covid-19 impôs muitos desafios a toda sociedade, o que promoveu ajustes de rota. E mesmo assim, mantivemos nosso compromisso com a inovação e avanços para a mobilidade sustentável, tema que continua prioritário na VW Caminhões e Ônibus”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

O projeto do e-Delivery começou há cerca de cinco anos, e, há pouco mais de dois anos, o caminhão começou a rodar nas ruas, em operações de teste da montadora e também em uso normal executado pela Cervejaria Ambev, nas ruas de São Paulo.

Já são mais de 30 mil quilômetros rodados, com economia de 6.500 litros de diesel e 22 toneladas de CO2 que deixaram de ser lançadas na atmosfera.

O caminhão elétrico pode ser recarregado com 100% de energia elétrica proveniente de fontes limpas, como eólica e solar, e 43% de sua energia pode ser obtida do próprio sistema regenerativo de freios do veículo.

De acordo com a Volkswagen, todo o processo de desenvolvimento do modelo segue o mesmo rigor usado para todos os outros produtos da VW, garantindo a mesma segurança e confiabilidade na operação com o melhor consumo de energia. Isso inclui toda a preparação na infraestrutura da fábrica e o treinamento de toda a cadeia envolvida no negócio.

O e-Delivery tem autonomia de até 200 quilômetros, que pode variar conforme a operação e configuração do veículo. Além de não poluir, também não emite praticamente nenhum ruído.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!