Caminhão sem motorista reduz tempo de viagem em 42% nos Estados Unidos

por Blog do Caminhoneiro

Sem precisar comer, ir ao banheiro ou seguir leis referentes à jornada de trabalho, um caminhão autônomo percorreu cerca de 1.520 km com uma carga de melancias nos Estados Unidos, reduzindo o tempo de viagem em cerca de 42%.

O teste foi realizado pela empresa TuSimple, com o caminhão saindo da cidade de Nogales, no Arizona, com destino a Oklahoma City, no estado de Oklahoma. Um motorista dirigiu o veículo entre Nogales a Tucson, no Arizona, por cerca de 60 milhas. Depois disso, o veículo entrou em modo totalmente autônomo até Dallas, no Texas.

A perna final da viagem, até Oklahoma, foi feita pelo motorista humano.

O trecho da viagem feito pelo caminhão, de forma autônoma, tem 950 milhas (1.520 km), e foi realizado em 14 horas e seis minutos. Um motorista humano leva 24 horas, em média, para realizar a mesma viagem.

Isso representa uma economia de tempo de 42%, mesmo sabendo que as 24 horas que um motorista de verdade levaria para viajar pelo trecho deveriam ser rodadas em velocidade alta, para ter tempo de realizar o descanso obrigatório.

Mesmo com o caminhão em modo completamente autônomo, um motorista fica na cabine, para assumir o volante em qualquer emergência.

Essa aceleração na entrega garantiu que a carga de melancias chegasse às prateleiras dos mercados antes, com menos desperdício e melhorando o aspecto do produto para os clientes.

Além disso, a viagem reduziu o consumo de combustível, por ser realizada de forma mais dinâmica, sem paradas, manobras e outros procedimentos realizados por motoristas humanos.

Duas perguntas ficaram no ar. Esse tipo de veículo ainda precisa de um motorista, que entra em ação em caso de emergência. Ele não precisa cumprir as leis de descanso vigentes nos Estados Unidos, que exige parada de 11 horas entre as jornadas?

E a segunda é sobre os empregos. Se essa tecnologia se popularizar, o que vai acontecer com milhões de caminhoneiros em todo o mundo?

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!