Empresa desenvolve caminhão movido a diesel e hidrogênio

por Blog do Caminhoneiro

A empresa CMB.TECH que atua na Antuérpia, na Bélgica, apresentou recentemente uma nova tecnologia, que combina o uso de diesel com hidrogênio. Com o uso dessa tecnologia mista, o caminhão tem diversas vantagens aos modelos puramente a hidrogênio, como maior autonomia, menor custo de compra e não perde espaço atrás da cabine.

O caminhão começará a ser usado, em testes, pela empresa Van Moer Logistics, que tem uma frota de mais de 500 caminhões. O caminhão será usado em transporte regular, em transporte entre centros de distribuição e supermercados.

“Estávamos procurando um parceiro confiável e estável que estivesse disposto a passar pela fase de testes de nosso caminhão a hidrogênio junto com a nossa empresa. A Van Moer Logistics compartilha nossa visão de reduzir as emissões da indústria de transporte com tecnologias financeiramente viáveis ​​e confiáveis. O caminhão a hidrogênio CMB.TECH é um primeiro passo para aumentar rapidamente e implantar mais caminhões semelhantes nas estradas europeias até 2022”, disse Alexander Saverys, CEO da CMB.TECH.

O motor do caminhão é muito parecido com um motor diesel tradicional, mas pode queimar hidrogênio ou diesel. Sendo usado exclusivamente com hidrogênio, tem emissões zeradas de CO2 e de NOX, produzindo apenas água. Caso o veículo esteja em um local que não tenha disponibilidade de abastecimento de hidrogênio, também poderá ser abastecido com diesel de baixo teor de enxofre, e seguir viagem sem problemas.

A autonomia com os tanques cheios de hidrogênio é de 500 quilômetros. Combinado com os tanques cheios de diesel, a autonomia pode chegar aos 3.000 quilômetros.

“A funcionalidade bi-combustível é o que torna este caminhão tão interessante, a meta é dirigir com 100% de hidrogênio, mas no dia a dia na estrada é preciso levar em conta fatores imprevisíveis como engarrafamentos e horas de espera. Graças ao tanque de diesel como reserva, não temos que nos preocupar com o caminhão sem combustível no meio de sua jornada. Ao aplicar essa tecnologia nos novos caminhões que compramos hoje, podemos continuar a operar da maneira normal, mas ampliar o uso com a instalação de postos de abastecimento de hidrogênio e infraestrutura associada”, disse Jo Van Moer, fundador e CEO da Van Moer Logistics.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!