Citroën lança o utilitário elétrico Ë-JUMPY, custando R$ 330 mil

por Blog do Caminhoneiro

Com valor estimado de R$ 330 mil, a Citroën lançou o Ë-JUMPY, utilitário totalmente elétrico com autonomia de até 330 quilômetros, que pode ser conduzido por motoristas habilitados com a categoria B.

O lançamento acontece dentro da estratégia Citroën 4All, em que a marca trabalha em um plano de produtos para os próximos anos que envolve o lançamento de veículos de passeio e comerciais leves. No Brasil, o primeiro modelo elétrico é um utilitário, voltado para o cliente profissional.

“O Ë-JUMPY é o primeiro passo da Citroën em direção à eletrificação no Brasil e na América do Sul, conforme apresentamos no início de novembro em nosso plano estratégico, o Citroën 4 All. Ele chega para ser o parceiro ideal e atender às necessidades de mobilidade de todos os profissionais, sejam grandes frotistas ou profissionais autônomos que optem por um veículo elétrico, versátil e eficiente para suas atividades diárias”, afirma Vanessa Castanho, Head da Citroën na América do Sul.

O Ë-JUMPY é oferecido no país em versão única, equipado com conjunto de baterias de íons de lítio de 75 kWh e OBC de 11kW trifásico, que garantem autonomia suficiente para que o veículo percorra até 330 km com carga completa em consumo de ciclo urbano no Brasil, segundo INMETRO.

O uso desta plataforma modular permitiu a introdução do conjunto de baterias abaixo do assoalho, garantindo a preservação do volume útil na versão elétrica. As baterias armazenam e fornecem a energia necessária tanto para o funcionamento do motor elétrico quanto para os equipamentos disponíveis no modelo. Já a performance do furgão é garantida por um motor elétrico, que entrega 260 Nm de torque imediato (26,5 kgfm) e 136 cavalos de potência (100 kW).

Por dentro, boa parte das exclusividades do Ë-JUMPY ficam estampadas em sua cabine. Entre elas, está o painel de instrumentos com tela 3.5″ digital colorida, que concentra informações como o velocímetro, modo de condução, marcha selecionada, nível de carga das baterias e consumo de energia. Outro diferencial encontrado nesta versão é a central de controles de condução, no console central, onde está posicionado o seletor de marchas e-Toggle, que permite escolher entre Park (estacionamento), Rear (marcha a ré), Neutral (neutro) e Drive (condução) e o botão B-Mode, responsável por ativar a função de frenagem regenerativa para preservar ou carregar parcialmente as baterias, além de diminuir o desgaste das pastilhas de freio.

Em termos de condução, há três opções disponíveis onde a escolha fica a critério de quem está ao volante, de acordo com a necessidade do momento. O modo “Eco” tem como foco a otimização do consumo de energia, o “Normal” garante um melhor compromisso entre autonomia e performance e o “Power” prioriza o desempenho, utilizando-se de máximas potência e torque.

Há ainda a moderna central multimídia com tela touchscreen capacitiva de 7″, como item opcional, que além das já conhecidas funções de conectividade e espelhamento com Android Auto e Apple Carplay, dispõe de câmera de ré com visão 180º e vista superior do veículo, recurso nomeado de Visio Park.

Para a recarga do Citroën Ë-JUMPY, basta que o seletor de condução esteja na posição “P” Parking. O tempo de recarga depende da estação de carregamento, podendo variar de 45 minutos em estações de carregamento rápido de 100 kW, para 80% da bateria, a 7h30 em rede trifásica de 11 kW. O modelo ainda é equipado com OBC de 11kW trifásico, que permite uma carga mais rápida em diversas condições.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!