Maiores veículos terrestres automotores do mundo tem 2.700 toneladas e consomem 300 litros de diesel por quilômetro rodado

por Blog do Caminhoneiro

Imagine dirigir um veículo que pesa 2.721 toneladas, medindo 40 metros de comprimento, 35 de largura e 8 metros de altura? Apesar dos números muitos impressionantes, os Missile Crawler Transporter Facilities existem. São duas unidades, construídas em 1965, e usadas pela NASA até hoje.

Essas gigantescas máquinas, equipadas com oito esteiras cada uma, foram fabricadas pela Marion Power Shovel Company, conhecida pela fabricação de algumas das maiores escavadeiras do mundo. Em 1965, cada equipamento custou US$ 14 milhões para ser fabricado, algo em torno de US$ 126,16 milhões atualmente.

Depois de serem construídos, os dois crawler-transporters da Agência Espacial Norte-Americana se tornaram os maiores veículos terrestres automotores do mundo. Apesar de existirem equipamentos maiores, eles são alimentados por energia vinda de fontes externas, e os gigantes da Nasa produzem a própria força.

Para movimentar as oito gigantescas esteiras, que tem 57 sapatas cada uma, com peso de 900 kg cada sapata, são usados dois motores diesel Alco 251C V16, com potência de 2.750 cavalos cada um, que geram rotação para quatro geradores de 1.000 kW cada, movimentando por sua vez 16 motores de tração em cada esteira.

Para outros sistemas, como elevação, nivelamento e ventilação, são usados motores de 1.065 cavalos de potência cada um, e ainda existem dois outros motores de 201 cavalos de potência, que fornecem eletricidade para as cabines de comando. Com tantos motores, o gigante tem um tanque de combustível para 19 mil litros de diesel, queimando até 296 litros por quilômetro. Ou seja, a cada 3,3 metros, um litro de diesel é queimado, dando uma média de 0,003 km/l.

Há cerca de 15 anos, os dois transportadores passaram por uma série de atualizações, especialmente em tecnologia, e também na capacidade de carga transportada, que passou de 5.400 toneladas para 8.200 toneladas.

Com todo esse peso, a viagem de 5.500 metros ou 6.800 metros, dependendo o local de lançamento das naves espaciais, é feito em algumas horas. Isso porque a velocidade máxima quando carregado é de 1,6 km/h, e, quando vazio, o gigante anda a impressionantes 3 km/h.

A via que eles rodam, praticamente 100% nivelada, é feita com uma caixa de pedras retiradas de dois importantes rios dos Estados Unidos, o Alabama e o Tennesse, já que tem baixo atrito e menor possibilidade de produzirem faíscas.

Depois de tantos anos trabalhando para a Nasa, os dois transportadores gigantescos são carinhosamente apelidados de Hans e Franz, dois fisiculturistas do programa de comédia de televisão Saturday Night Live, interpretados por Dana Carvey e Kevin Nealon. E o hodômetro deles tem uma marcação muito baixa, apenas 5.500 km somados para os dois transportadores.

Ambos continuam sendo usados, especialmente o CT-2 (Franz) e o CT-1 iria passar por mais uma atualização, mas está parado em um edifício da Nasa, com o futuro incerto.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

1 comentário

Luiz 15/02/2022 - 15:14

Historia de pescador ou utopia gringa.?

Reply

Deixe um comentário!