Waymo, do Google, vai testar caminhões autônomos em uma rota de 400 quilômetros no Texas

por Blog do Caminhoneiro

A empresa Waymo Via, que faz parta da Alphabet, do Google, anunciou uma parceria com a gigante dos transportes CH Robinson, que opera com uma ampla rede de mais de 200 mil entregadores, tendo dados de 3 milhões de rotas de entregas nos Estados Unidos.

De acordo com a Waymo, os caminhões autônomos serão usados em uma rota de 400 quilômetros entre Dallas e Houston, no Texas, ainda com motoristas de segurança dentro das cabines.

Os dados obtidos com as viagens serão usados para aprimoramento do sistema de direção autônoma da Waymo Via, chamado de Waymo Driver. A maioria das montadoras de caminhões pesados dos Estados Unidos já se comprometeram a produzir caminhões com uma pré-disposição para receber o sistema.

A Waymo, depois de ativar o sistema nos caminhões, irá operar a frota das transportadoras, otimizando o transporte e dando mais agilidade às entregas das cargas, sem a necessidade de um motorista estar dentro da cabine do veículo.

“Estamos entusiasmados com a parceria com a Waymo Via para explorar como a tecnologia de direção autônoma pode ajudar a aumentar a capacidade e a sustentabilidade em nossas estratégias de logística. Juntos, vamos aproveitar essa tecnologia emergente de frete e seu potencial em nome de clientes e transportadoras. Acreditamos que há uma oportunidade real de trazer nossa vantagem de escala e informação para ajudar a desenvolver soluções de transporte para eles e sua capacidade de participar e se beneficiar do sistema. A CH Robinson também está melhor posicionada para representar o papel dos motoristas e operadoras de pequeno e médio porte em um futuro mais autônomo”, disse Chris O’Brien, diretor comercial da CH Robinson.

O uso de caminhões autônomos ganha cada vez mais força nos EUA, devido à grande escassez de motoristas profissionais, que mudam de profissão, ou, no caso dos novatos, nem tentam a carreira nos caminhões, devido às dificuldades enfrentadas no dia a dia, longo tempo longe de casa, e falta de infraestrutura nas rodovias.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!