Ministério da Infraestrutura atualiza legislação com os limites de peso e dimensões de caminhões

Recentemente, o Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), publicou a Portaria 268/2022, que homologou todos os tipos de caminhões e ônibus que podem rodar nas estradas brasileiras.

E, de acordo com a portaria, existem dezenas de tipos de combinações de veículos de cargas permitidas, com comprimento máximo de 30 metros, e Peso Bruto Total Combinado que varia de 12 toneladas a 91 toneladas, de acordo com a quantidade de eixos.

Com essa portaria, foram autorizados os implementos LS com quatro eixos, sendo um direcional, e também o Super Rodotrem, de 11 eixos e 91 toneladas de PBTC.

Na tabela abaixo, enviada pelo Ministério da Infraestrutura ao Blog do Caminhoneiro com exclusividade, você poderá conhecer em detalhes todas as possibilidades de configurações permitidas pela Senatran e Contran para rodarem nas rodovias brasileiras.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

18 thoughts on “Ministério da Infraestrutura atualiza legislação com os limites de peso e dimensões de caminhões

  • 29/07/2022 em 12:18
    Permalink

    Infelizmente as leis no Brasil, são criadas por pessoas que não entendem sobre o ramo que estão criando a lei, por exemplo, no caso dos caminhões, são criadas por pessoas que não entendem de caminhão nem de implemento rodoviário, vou citar um exemplo a lei que regulamentou as 4 eixos, comprimento de 17,5, esta super errado, pois se pensar que o implemento seja uma caçamba, ela fica muito comprida a caixa de carga, teria que ser em média de 13 metros, ou seja, uma caçamba com caixa de carga longa acima de 11 metros, o risco de tombamento é muito alto, mas muito alto mesmo, tirando que, irá ficar restrita em descarregamento de vários armazéns, pois ela 100% basculada, ela fica muito alta e o armazém tem que ser muito alto, onde no nosso Brasil muitos armazéns baixos não comportam esse tamanho de caçamba.
    Se fizer o comprimento do no chassi, e a caixa mais curta, ela fica muito alta nas laterais, caixote fica curto e alto, alguns armazéns não passam nem na porta ou na bica de carregamento, ideal para esse equipamento seria a combinação de cavalo e carreta 16 metros, e o máximo que poderia exigir, daria o peso certo com risco baixo,
    A lei que fizeram só contaram com graneleiras, que aí é fácil dar 17,5 e não corre risco no descarregamento pois ela nao bascula
    Então tenho essa visão, lei criada por quem não entende ou domina pouco sobre o assunto
    Obrigado!
    Jhonata Duarte lourenco de sfs
    Presidente do sitrasfs.

    Resposta
  • 05/04/2022 em 09:56
    Permalink

    Bom dia
    Concordo com as opiniões dos colegas sobre os USA , lá fazem frete em cima do peso aqui é o contrário, fazem frete em cima do peso.
    Cada ano que passa só piora pro nosso lado, será que ninguém vê, que enquanto tem cavalo São Jorge não anda de apê.
    Vamos dar uma analisada ( porque a lei da restrição de horário não é cobrada dos donos dos veículos, e sim cima dia motoristas,) a corda só arrebenta pro lado mais fraco, mas isso é porque aceitam

    Resposta
  • 03/04/2022 em 18:37
    Permalink

    Essa opção de 11 eixos, é pra cavalo 8 cilindros né?

    Porque se não é capaz de aparecer por aí Constellation puxando isso kkkkkk.

    Brasil é uma piada.

    Espero que quem aprovou isso, tenha pensado na potência mínima pra puxar todo esse peso, e pelo que li aqui, não está especificando nada sobre potência.

    Sem falar as pontes velhas existente nesse país, será que vão aguentar?

    Acorda Brasil, nos EUA trabalham com carretas de dois eixos, tem serviço pra todo mundo.

    Resposta
  • 26/03/2022 em 23:15
    Permalink

    Eu sinceramente não entendo alguns dos meus irmãos caminhoneiros, não chegam a um consenso, cada um quer do seu jeito. Temos que fazer pressão encima das Federações e da Confederação dos caminhoneiros, e juntos em assembléia elaborarmos um Plano de ações e um completo Projeto doque nós Caminhoneiros desejamos e esperarmos que seja feito para melhorar para nossa categoria. Lutar individualmente é só dar murros em ponta de faça. Sejamos inteligentes.

    Resposta
  • 26/03/2022 em 19:14
    Permalink

    Eles só pensa em colocar mais eixo meus Deus

    Resposta
  • 26/03/2022 em 16:57
    Permalink

    Fantástico este presidente bozó só pensa nos patrões milionários mas nas melhorias nas estradas não tá nem aí que nos caminhoneiros que morremos bozó nunca mais.

    Resposta
  • 26/03/2022 em 12:44
    Permalink

    Ficou uma dúvida. O novo implemento é de 11 eixos e PBTC 91 toneladas. Agora faço uma pergunta, todos os cavalos mecânicos fabricados até hoje não vai poder engatar nós 11 eixos com PBTC DE 91 toneladas porque o fabricante fixou na plaqueta de PBTC máximo de 74 toneladas? Isso ocorreu também com os bitrens de 07 eixos com os cavalos mecânicos de PBTC 57 toneladas estabelecido pelo fabricante quando surgiu o implemento de 9 eixo engatado com PBTC de 74 toneladas. Quando a PRF parar estes conjunto como vai ficar? Só com a multa exorbitante que é cobrada?

    Resposta
  • 25/03/2022 em 20:55
    Permalink

    só serve pra acabar o frete dos outros caminhões menores

    Resposta
  • 25/03/2022 em 09:19
    Permalink

    SÓ NÃO ATUALIZAM O SALÁRIO QUE É UMA MIXARIA…

    Resposta
  • 24/03/2022 em 17:22
    Permalink

    É brincadeira né … Brasil nem estrada tem direito e quer colocar caminhão com mais capacidade de carga … As pontes muitas delas abandonada sem manutenção e agora vem essa aí ai Brasil sempre Brasil ……

    Resposta
  • 24/03/2022 em 15:47
    Permalink

    Se depender do pedágio ele agrade quanto mais eixo paga nessa máfia que não acaba !!!!não sou contra ter pedágio mais a cada 30 ou 50 km ficar pagando nesse valor absurdo por eixo ,é roubo na cara dura !!!

    Resposta
  • 24/03/2022 em 15:43
    Permalink

    A única coisa que gostei,foi poder colocar 2 eixos direcionais num cavalinho toco. Melhora a estabilidade,e da pra carregar 30 t. Na verdade,tô querendo vender 2 toco mais ninguém quer, porque carrega só 26.5 ton

    Resposta
  • 24/03/2022 em 14:31
    Permalink

    Parabéns, concordo plenamente com vc, deveria ser adotado aqui tbm, geraria mais emprego e a economia

    Resposta
  • 24/03/2022 em 14:30
    Permalink

    O único que ganha com isso e o embarcador, transporta mais com mesmo valor de uma LS.

    Resposta
  • 24/03/2022 em 10:36
    Permalink

    Fantasia de gente burra achar que ganha mais dinheiro com mais eixos coisa pra idiota ou aproveitadores aplaudirem vê nos EUAs como é cavalo trucado carreta 2 eixos 22 ton tem carga pra todo mundo aqui nem a safra que era a hr bôa de ganhar dinheiro nao dua bôa nem 3 meses mais e ai ficam o resto do ano trabalhando de graça mexer com 9 ou 11 eixos conforme o lugar tem que tá desengatando na chuva ou no sol pra ganhar entre 3 e 5 conto sendo que 7 a 8 mil seria o minimo pelo trabalhão fora as estradas e pontes tudo caindo

    Resposta
  • 24/03/2022 em 09:46
    Permalink

    Aqui é lugar de gente inteligente os outros países onde o povo e bobo só pode rodar no maximo cinco eixos

    Resposta
  • 24/03/2022 em 08:49
    Permalink

    Correto Aroldo. No Brasil se “melhora” o frete com mais eixos e mais peso. Quanta burrice!!!!

    Resposta
  • 24/03/2022 em 08:09
    Permalink

    Só espero que não comece a cair pontes na nossa cabeça, infelizmente essa é a única solução que eles acham pra o caminhoneiro ganhar um pouco mais, carregando mais peso. Brasil sendo Brasil.

    Resposta

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal