Ninho usa caminhão híbrido no transporte de leite em São Paulo

por Blog do Caminhoneiro

A Ninho, uma marca do Grupo Nestlé, iniciou um projeto piloto de utilização de um caminhão híbrido, que pode funcionar com diesel ou gás natural veicular (GNV). O veículo está sendo usado na captação de leite para a fábrica da Nestlé em Araçatuba-SP, levando a assinatura da marca Ninho – Cuidar do planeta é um ato de amor – por mais de 800 km de distância, trazendo também a sinalização de que é movido a energia renovável.

De acordo com a empresa, esse é mais um importante passo para o compromisso da Nestlé para a redução das emissões de gases de efeito estufa. O caminhão a gás natural foi a melhor solução encontrada para percorrer grandes distâncias – o veículo roda mensalmente mais de 8 mil quilômetros e transporta mais de 600 mil litros de leite.

Nos testes, houve uma redução de 15% nas emissões de CO2. Até o momento, foram rodados mais de 53 mil quilômetros com o caminhão, que resultaram em uma economia de 7 mil litros de diesel, já que o caminhão usa GNV no abastecimento, consumindo 12 mil m³ do gás até agora.

No mesmo período, a Nestlé passou a abastecer os mais de 1,7 mil veículos da força de vendas de suas marcas somente com etanol em sua jornada por uma frota cada vez mais sustentável. A Companhia já vem utilizando veículos elétricos e movidos a biocombustível em sua frota e tem a meta de reduzir 7,4 mil toneladas de CO2 por ano no Brasil dentro de seu compromisso global de ter zero emissões líquidas de gases do efeito estufa até 2050, incluindo suas cadeias de fornecimento.

Para isso, a empresa está investindo em iniciativas como a realização de transporte de cargas por métodos menos poluentes e otimização de rotas e de volume de entregas por meio do uso de algoritmos, entre outras. O GNV emite de 10% a 15% menos CO² (dióxido de carbono) em relação ao diesel.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!