JBS cria empresa de transporte com caminhões elétricos

A JBS criou uma nova empresa, chamada de No Carbon, voltada ao aluguel de caminhões totalmente elétricos. A nova empresa é parte da JBS Novos Negócios e será responsável pela gestão de uma frota de caminhões frigoríficos movidos a energia elétrica. A empresa atuará inicialmente nas operações logísticas da própria JBS, atendendo a distribuição de produtos de Friboi, Seara e Swift.

De acordo com a JBS, a eletrificação dos caminhões terá um impacto positivo ao meio ambiente. Cada veículo elétrico evita o lançamento anual de cerca de 30 toneladas de gás carbônico (CO2) equivalente na atmosfera. Com isso, a No Carbon irá impactar diretamente as emissões de CO2 do chamado escopo 3 da JBS. Isso porque os novos caminhões irão substituir os modelos a diesel usados pelos prestadores de serviços logísticos do Grupo. O escopo 3 diz respeito às emissões indiretas das operações de uma empresa.

A frota da No Carbon já nasce grande, com 31 caminhões elétricos JAC iEV1200T, que serão usados no transporte de cargas frigorificadas nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal. A empresa espera expandir essa frota no médio prazo, com a possibilidade de abrir a locação de veículos de carga elétricos para outros players do mercado com alta demanda por serviços logísticos, como redes varejistas e empresas de e-commerce.

Pontos de recarga estão sendo instalados nos centros de distribuição das marcas, e a autonomia do veículo é de até 150 quilômetros, o que torna ideal para rodar nos centros urbanos.

Além do menor impacto ambiental, uma das principais vantagens dos veículos elétricos é o baixo custo de operação e manutenção. O caminhão não possui, por exemplo, filtro de ar, filtro de óleo, filtro de combustível, sistema de escapamento, correias, bico injetor, bomba de injeção e demais itens que fazem a manutenção de um veículo convencional custar até seis vezes mais do que o modelo elétrico.

“Com a No Carbon, a JBS cria um negócio que irá trazer escala à utilização de caminhões elétricos no transporte de cargas no Brasil, um país com elevada dependência do modal rodoviário na área logística. Além disso, a nova frente representa a abertura de um campo com grande potencial de crescimento e colabora com o objetivo da empresa de trabalhar de maneira cada vez mais sustentável”, afirma Susana Martins Carvalho, diretora executiva na JBS Novos Negócios.

A iniciativa vai ao encontro do compromisso Net Zero da Companhia, de zerar o balanço líquido das emissões de gases causadores de efeito estufa até 2040 em toda sua cadeia de valor.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas Rebite – Um grande vilão nas estradas