Scania apresenta caminhão autônomo na Agrishow 2022

por Blog do Caminhoneiro

Palco de diversos lançamentos voltados à tecnologia agrícola, a Agrishow começou ontem, e segue até o dia 29 de abril, em Ribeirão Preto, no estado de São Paulo. Entre os veículos disponíveis para test drive do público está um Scania P 280 8×4 com automação nível 2.

“Este caminhão é vocacionado para o serviço de transbordo da cana e ajuda a reduzir possíveis perdas no processo de colheita. A automação é nível 2, ou seja, necessita da interação do motorista para realizar acelerações, frenagens e manobras. O veículo é completo, tem pneus de alta flutuação (mais largos) para não compactar a lavoura e utiliza a automação com georreferenciamento que, recebendo sinais do satélite, operará no trajeto desejado sem a intervenção do motorista ao volante. Além de reduzir perdas por pisoteamento de plantas durante a colheita e oferecer significativa economia de combustível”, diz Paulo Genezini, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil.

O desenvolvimento deste Scania autônomo da Nova Geração de caminhões surgiu como uma oportunidade para atender uma demanda do mercado, que busca cada vez mais alternativas de gestão eficiente em aplicações fora de estrada. A primeira demonstração será realizada na Cocal, após a Agrishow, e seguirá até o final de 2022.

A gama do autônomo para transbordo tem opções do P 280 nas configurações de roda 6×4 e 8×4 movidas a diesel e também uma versão 6×4 a gás e/ou biometano.

“Quando comparamos nosso autônomo aos tratores, constatamos que o consumo de combustível se mostrou menor propiciando a máxima produtividade agrícola, mais facilidade nas manobras, boa estabilidade em terrenos em declive e excelente vedação da poeira na cabine”, explica Genezini. “A caixa de carga dispõe de capacidade nominal aproximada de 21,5 toneladas, equivalente a meia caixa do rodotrem. Nesta condição, durante as descargas, não sobrará restos no transbordo, o que reduzirá o risco de perda de cana pelo chão. As alternativas de bitolas são de 2,40m e 3 m, esta em desenvolvimento e que necessita de consulta e análise da operação do cliente, para colher duas linhas de cana.”

O robusto eixo traseiro tem capacidade máxima de tração (CMT) para 150 toneladas. O peso bruto total (PBT – soma dos pesos do caminhão, do implemento e da carga em ordem de marcha) chega a 50 toneladas.

O autônomo Scania P 280 8×4 está equipado com caixa de câmbio automatizada Optcruise de 14 velocidades, sendo duas marchas superlentas, o que atribui excelente performance de aceleração para operar em perfeita sintonia com a colhedora de cana.

O motorista encontra um ambiente de trabalho ergonômico e confortável, banco com suspensão pneumática, ar condicionado e a cabine está fixada ao chassi em quatro pontos com suspensão a mola, o que garante uma condução mais macia nos solavancos. Para uma melhor visualização da operação há dois espelhos retrovisores angulares, um no auxílio ao elevador da colhedora, durante o carregamento, e o outro na descarga junto ao rodotrem.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

2 comentários

ALEXANDRO DE SOUZA NUNES 28/04/2022 - 19:52

Não compra Scania vendi um fh pra comprar Scania e hoje me arrependo

Reply
Bruno Batista Silva 27/04/2022 - 07:03

Eles estão, querendo acabar com motorista, imagina quantos pessoas irão ficar desempregadas, e muitos vão passar é fome 😞

Reply

Deixe um comentário!