Volkswagen Constellation Euro 6 com Arla32 é flagrado em testes

por Blog do Caminhoneiro

A partir de janeiro de 2023, todo caminhão produzido no Brasil deverá contar com motorização que atenda à nova legislação de emissões de poluentes Proconve P8, ou Euro 6. Devido à essa mudança nas exigências das tecnologias de motores, as montadoras também devem apresentar mudanças estéticas, mais tecnologia e outras novidades para os caminhões nacionais.

Recentemente, o fotógrafo José Augusto de Souza Oliveira, de Paracambi, no Rio de Janeiro, flagrou um Volkswagen Constellation, aparentando ser o 24-280 6×2, em testes. O caminhão roda completamente camuflado, mas é possível notar que a cabine ainda não traz atualizações profundas de design, que são muito esperadas.

O que o modelo traz de diferente é o tanque de Arla32, não presente na versão atual, já que o motor MAN D08 36280 que equipa o Constellation 24-280 trabalha apenas com o sistema EGR, de recirculação de gases de escapamento. A partir do ano que vem, o caminhão deverá contar com o EGR e o SCR (Redução Catalítica Seletiva), que injeta Arla32 no catalisador do escapamento. Essa solução é adotada por praticamente todas as montadoras para cumprir a norma Euro 6.

Outras mudanças podem incluir alterações no interior do veículo, com novo painel, e inclusão de espelho retrovisor frontal, no quebra-sol.

Mudanças no design

A linha Constellation foi lançada pela Volkswagen no ano de 2005, e teve poucas alterações no design desde então. A cabine é a mesma e as linhas gerais, apesar de mudanças pontuais, continuam as mesmas.

Porém, desde 2018, a montadora adota um novo padrão de design no Brasil, apresentado com o novo Delivery e adotado também no Meteor, a versão Volkswagen do MAN TGX. Em ambos os modelos, a grade frontal é horizontal, atravessada por detalhes cromados, com o símbolo da VW posicionado centralizado.

Apesar dos protótipos não usarem uma cabine renovada, pode-se esperar alguma mudança de design maior, atualizando a linha Constellation para a nova identidade visual da marca., mas a montadora ainda guarda o segredo à sete chaves.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Fotos de José Augusto de Souza Oliveira

3 comentários

Valdemiro 27/04/2022 - 17:20

Estamos cada dia pior com designer…parece uma lata de oleo toda amassada..vai ser apelidado de ….quadradão de raiban..

Reply
Fm 27/04/2022 - 10:43

Só produzem caminhão feio e sem conforto e quando a tecnologia embarcado é olho da cara as montadoras só ganham com material de baixa qualidade para a produção interna do caminhão. E os motores já deveriam atender todos os requisitos para menos poluição, mas como no Brasil é tudo atrasado e caro!!!.

Reply
PC de Carvalho 26/04/2022 - 17:51

É possível uma grande mudança, alterando totalmente a frente e o interior, mantendo a cabine, lateral, traseira, estrutura, etc.

Reply

Deixe um comentário!