Senador apresenta projeto que altera a forma que o caminhoneiro recebe o valor do diesel na composição do frete

por Blog do Caminhoneiro

O Senador Lucas Barreto (PSD-AP) apresentou hoje o Projeto de Lei 1.205/22, que poderá beneficiar caminhoneiros autônomos de todo o Brasil se for aprovado. De acordo com o texto inicial do projeto, na prestação de serviço realizado pelo Transportador Autônomo de Cargas, o combustível terá caráter meramente ressarcitório, não compondo o valor do frete, devendo ter seu custo repassado integralmente ao tomador do serviço, de forma destacada e apartada do frete.

Segundo Lucas Barreto, sua proposta criará um sistema mais equilibrado e justo para os caminhoneiros autônomos, categoria que, em sua opinião, é “o elo mais fraco da cadeia de transporte rodoviário no Brasil”. Ele afirmou que, na atual conjuntura, de constantes altas nos preços dos combustíveis, esses trabalhadores não têm poder de barganha, principalmente se comparado ao das médias e grandes empresas de transporte rodoviário de cargas do país.

O senador disse que essas empresas, quando contratam o caminhoneiro autônomo, fazem isso assumindo que o veículo será abastecido por ele mesmo (o caminhoneiro, enquanto pessoa física). Lucas Barreto ressalta, porém, que o caminhoneiro não consegue negociar o preço do combustível junto às redes de postos ou às redes de distribuidores, como fazem as empresas. Portanto, argumenta o parlamentar, o custo do combustível é sempre maior para o caminhoneiro.

“Dada a situação, a solução mais correta para proteger a categoria dessas variações é a de tornar o combustível uma despesa de caráter ressarcitório, fazendo com que possa ser cobrado à parte do serviço de transporte, de forma destacada, repassando os custos diretamente ao contratante do serviço”, declarou o senador, acrescentando que sua proposta pode beneficiar aproximadamente 1,5 milhão de caminhoneiros.

Acesse o projeto na íntegra, CLICANDO AQUI.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Com informações da Agência Senado

22 comentários

Área Livre 17/05/2022 - 04:08

Valor do frete e o gastos x 3 ou o motorista cobra isso ou vai quebrar, motorista acordem, é vcs que precisam mudar, não dependam de políticos, eles além de corruptos são péssimos administradores, pois não estão lá por que fizeram faculdades ou doutorado, e sim por que foram eleitos, onde tem estatal tem prejuízo, aprendam motorista!!!!!!!

Reply
Henrique 15/05/2022 - 11:23

UM BANDO DE SUNGA SUNGA DO SANGUE DOS Q REALMENTE TRABALHAM NESSE PAIS. ESSES POLÍTICOS SÃO UMAS CORJAS DE PURO DESAMOR E DE UMA COVARDIA SEM TAMANHO PRA CLASSE DOS CAMINHONEIROS. UMA VERGONHA. TENHO NOJO DESSES CORRUPTOS Q NAO TEM HONRA E NEM COMPAIXÃO PELOS OS IRMÃOS.

Reply
Adriano José Fernandes 15/05/2022 - 08:18

Única solução, não carregar frete fora da realidade. Esse negócio de falar que se eu não carrego outro carrega, deixe que o outro quebre primeiro. Faça seus cálculos antes de pegar um frete.

Reply
Gonçalo cecilio 14/05/2022 - 22:12

E uma loucura vc acha que as empresas vão aceita isso o governo facilitou compra de caminhões pelo os grandes empresarios

Reply
Adriano Sanches Silva 14/05/2022 - 14:32

Respeito todos mas quero deixar aqui o que realmente eu penso de tudo este homem que está tentando ajudar mas não é assim que vai funcionar cm essas idéias dele só vai piorar as coisas para resolver isso teria que o governo criar uma prataforma um aplicativo aonde todos aqueles que de alguma maneira produz algo seja os produtores agrícola fábricantes de qualquer que seja poder anunciar seus produtos e ofertar os fretes diretamente ao caminhoneiro não tendo que passar por transportadora aonde elas ficam cm uma boa porcentagem de lucros nós somos capazes de manifestar notas já pagamos por rastreador por seguro enfim tirando esses atravessadores do caminho só assim resolveria.

Reply
Agnaldo 14/05/2022 - 07:32

É assim vai transportar? Combustivel+caminhao+motorista=valor do frete ou seja o gasto vezes 3 fora isso deixe seu veículo parado porque no final vc vê arrebentar a máquina e vc não vai levar nada é nao vai adiantar ficar reclamando nas redes, pronto falei!

Reply
Agnaldo 14/05/2022 - 07:22

Ohhh! Conversinha sem pé nem cabeça,se vc que é autônomo não entender que, o frete tem um tripé combusitvel+caminhao+motorista=valor do frete, isso nunca vai mudar.

Reply
Emidio 14/05/2022 - 06:20

Q projeto lixo, esse cara não deve entender nada de transporte no Brasil.

Reply
Altair Batista de Carvalho 13/05/2022 - 19:14

O problema é que nós não temos ninguém ao nosso lado pra fiscaliza as transportadoras que não respeita a tabela que foi criada pra nós caminhoneiros autônomo , elas fazem o que querem com o frete

Reply
Marcio Dos Santos Marciao 13/05/2022 - 18:22

Problema maior disso tudo são as transportadoras que ficam com a maior parte do frete sem ter caminhão para transportar e todos nós autônomos sabemos disso

Reply
Fabiano Martinelli 13/05/2022 - 18:08

Uma vergonha… funcionamento parecido com pedágio… sem concorrência para brigar no valor do combustível, vamos morrer abraçados com valor alto em tudo que for dirigido por estatal.

Reply
Silvio Ferreira Tavares 13/05/2022 - 15:41

Nossa classe pede socorro

Reply
José Ângelo da Silva 13/05/2022 - 14:30

O projeto em si acaba com o autônomo sabendo que as empresas contratantes iriam bancar a despesas do diesel do contrato com autônomo pessoa física eles iriam buscar só empresas CNPJ aí o autônomo seria expulso do transporte o que seria viável é a mudança dos valores do frete já que o diesel acompanha a alta do dólar o frete deveria ir no mesmo caminho assim poderia equilibrar a situação

Reply
Leonardo ramos 13/05/2022 - 14:00

Leonardo sp ,na minha opinião teria que unificar o valor da ida o mesmo da volta ,

Reply
Jorge Silva nassar 13/05/2022 - 13:26

Sou caminhoneiro fiz um Frete por 14 mil reais gastei 12 mil e a transportadora cobrou 51 mil quando reclamei falaram temos despesas eu falei despesas tem eu mostrei meus custos.as transportadoras estão sacaneando demais os caminhoneiros são vítimas e o governo não interfere.

Reply
Marcelo Silva Lopes 13/05/2022 - 12:35

Valor do frete, pago, não acompanha as altas de combustível. Empresas alegam não ter como equilibrar valores. Mas a verdade, já cobram do cliente. E não repassam para o transportador. Frete valor vergonhoso, combustível a cada semana uma surpresa, manutenção e pneus um absurdo. Ainda se não bastasse tudo isso. Quem era para dar apoio, tá aí, ferrando todos. Indústria das multas. Estamos a deriva! 🤦‍♂️👎

Reply
Marcos Henrique 13/05/2022 - 10:51

Tenha a santa paciência,a verdade é que eles querem acabar com os autônomos isso sim infelizmente,ex. Um caminhão sai de São Paulo a Belém bancando uma viagem do jeito que está hoje sem condições, são poucos que teria condições pra bancar a viagem

Reply
Carlao 13/05/2022 - 09:45

Me desculpem as verdades mas digo que quem fazem as Leis do transporte no Brasil de nada entende, pergunte se sabem quanto consome um caminhão carregado ou carreta, valor de pneu, óleo de motor, lona de freio, emplacamento, kit de embreagem, digo que não sabem nada a respeito.
Acho que o país precisa acabar com as Transportadoras, que são quem realmente lucram com o transporte e nada fazem, deveriam adotar o sistema de tomada de preço tipo leilão, direto com o caminhoneiro, como em outros paises.
Todos os caminhoneiros se cadastrariam e on line participariam do leilão, seriam informados a distância, peso, tipo do veículo, carga, etc…
Só participaria os interessados e aptos para o transporte.
Duvido não melhorasse, o governo criaria já rank para os melhores condutores que cumprissem suas obrigações de transporte.

Reply
MAURO Manarin 13/05/2022 - 08:30

nunca vão aprovar nada que favoreça o pequeno, as grandes frotas estão na mão de alguns políticos, para ele esta bom , pego o frete cheio, e passam o frete ruim com desconto de 30 por cento e passa para pequeno .O grande fica com o lucro e o pequeno com a despesa.

Reply
Carlos 13/05/2022 - 08:06

Transportes no Brasil é uma vergonha preço de pneu oficina e um absurdo frete muito ruim

Reply
RENÊ COSTA 12/05/2022 - 18:06

A TODOS TRANSPORTADORES CAMINHONEIROS BRASILEIROS, DEVEMOS FAZER A CONTA AO CONTATAR MOS OS FRETES, TEREMOS A OBRIGAÇÃO DE EXIGIRMOS A CONTA JUSTA PELO KILOMETRO RODADO O DOBRO DO PREÇO DO LITRO DO ÓLEO DIESEL, PELOS DIVERSOS MOTIVOS DIFICULTARAM EXEMPLO UM. 01 PNEU CUSTA MAIS DE RS2.500,00 , PEDÁGIOS CARÍSSIMOS, INDUSTRIA DAS MULTAS ABSUIVAS, MANUTENÇÕES DOS CAMINHÕES CARÍSSIMAS, ESTRADAS BRASILEIRA PRECÁRIAS BURACOS DIVERSOS, ROUBOS CONSTANTES DE CARGAS E CAMINHÕES. O PREÇO DO KILOMETRO RODADO O DOBRO DO PREÇO DO LITRO DO ÓLEO DIESEL, IGUAL AOS ADOTADOS NOS ESTADOS UNIDOS DAS AMERICAS E OUTROS PAÍSES.

Reply
RENÊ COSTA 12/05/2022 - 17:45

DEVEMOS RESSALTAR QUE OS PREÇOS DOS FRETES ESTÃO DEFASADOS EM TORNO DE 65% COM RELAÇÃO AOS AUMENTOS DOS PREÇOS DO ÓLEO DIESEL. SE O ÓLEO DIESEL ESTÁ RS 6,99 A MEDIA ENTÃO O PREÇO DO KM RODADO TERIA QUE SER RS 14,00 O KILOMETRO RODADO PARA TENTAR MELHORAS NO TRANSPORTES DE CARGAS NO BRASIL COMO SE FOSSE APROVADO UMA LEI FEDERAL .

Reply

Deixe um comentário!