Mais um caminhão tenta enfrentar a ponte “11foot8” e perde feio

Conhecida por mais de uma centena de acidentes, o viaduto da Norfolk Southern-Gregson Street foi construído na década de 1940, baseado em um projeto de 1920, em Durham, Carolina do Norte, Estados Unidos. Naquele tempo, ainda não haviam gabaritos de altura mínima para esses projetos, e, com o aumento da altura dos caminhões, os acidentes passaram a se tornar muito comuns.

Ao longo dos anos, diversos sinais de alerta foram instalados no local, como placas, luzes e uma barra de segurança, mesmo assim, muitos motoristas ignoraram os avisos e acabaram com os veículos destruídos. De tantos acidentes, a ponte ganhou o apelido de abridora de latas ou Guilhotina da Gregson Street.

Para tentar reduzir as colisões, a empresa North Carolina Railroad Company, que administra os trilhos de trem que passam sobre o viaduto alterou a altura da ponte em 20 centímetros, passando de 3,56 metros para 3,76 metros. Surtiu pouco efeito.

Jürgen Henn trabalha em um escritório ao lado da ponte, e, em 2008, decidiu registrar o local 24 horas por dia. Em um canal do Youtube, são publicados os vídeos dos veículos que acabam colidindo com a estrutura. Nesses 14 anos, 176 acidentes foram filmados e publicados.

No último dia 14 de junho, um caminhão da empresa Penske parou por algum tempo no semáforo, e, quando as luzes ficaram verdes, dirigiu em direção à ponte, se tornando mais uma vítima. Como estava em baixa velocidade, os danos foram menores.

Você pode ver mais vídeos do estrago que a ponte causa nos veículos nos vídeos abaixo. E, apesar da velha ponte receber cada um dos impactos, a estrutura se mantém firme, esperando um novo caminhoneiro desatento.

 

Deixe um comentário!

Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia