PRF flagra caminhão emitindo poluição em excesso na Bahia

A Polícia Rodoviária Federal de Capim Grosso, na Bahia, realizou uma operação de fiscalização de rotina em veículos de carga e acabou encontrando um caminhão com o sistema de escapamento adulterado, o que configura crime contra o meio ambiente.

De acordo com os agentes, a abordagem ao Scania R440 aconteceu no KM 356 da BR-324. Depois de solicitados os documentos de porte obrigatório, os policiais realizaram um teste para detecção da pureza do combustível e também do Arla32.

Com uma amostra, os policiais iniciaram o teste com a colocação de reagente específico e ficou constatado que o caminhão utilizava o composto Arla32 adulterado, que pode aumentar em até 5 vezes a emissão de óxido de nitrogênio.

Devido à natureza do problema, o caminhoneiro foi indiciado por crime ambiental, assinando um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pela prática do crime de Causar poluição de qualquer natureza, resultante em danos à saúde humana, artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais, que é o enquadramento dado à conduta de burlar a utilização do Arla32.

Também foram emitidas as multas pelas infrações de trânsito constatadas.

Deixe um comentário!

Auxílio de R$ 1.000 para caminhoneiros é aprovado Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu