Valor do diesel deve continuar subindo, diz Petrobras

A Petrobras destacou, por meio de uma nota de esclarecimento publicada em seu site, que o preço do diesel e de outros combustíveis deve continuar subindo nos próximos meses.

No texto, a estatal destacou a situação atual do mercado de combustíveis no mundo, devido à recuperação econômica pós pandemia e também com o conflito no Leste Europeu em fevereiro de 2022, que tem causado aumentos de preços e maior volatilidade nas cotações internacionais de commodities energéticas, em especial, do óleo diesel.

A empresa também diz que isso se traduz em menor oferta global de diesel frente à demanda atual, assim como as incertezas relacionadas ao futuro balanço desse mercado. Como consequência, os estoques de diesel nos principais mercados internacionais exibiram declínio acentuado nos últimos meses.

Para a Petrobras, não existem indicativos internacionais que mostrem que os preços vão recuar em curto prazo.

“Em um cenário de escassez global, o abastecimento nacional requer uma atenção especial. Como o país é estruturalmente deficitário em óleo diesel, tendo importado quase 30% da demanda total em 2021, poderá haver maior impacto nos preços e no suprimento. Esse quadro se acentua dado que o consumo nacional de diesel é historicamente mais alto no segundo semestre devido às sazonalidades das atividades agrícola e industrial. Ressalta-se, também, que o mercado interno registrou recorde de consumo de óleo diesel no ano passado e essa marca deverá ser superada em 2022. Diante desse quadro, é fundamental que a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado global seja referência para o mercado brasileiro de combustíveis, visando à segurança energética nacional”, disse a Petrobras, na nota.

A empresa diz que somente mantendo sua atual politica de preços é que o mercado poderá continuar sendo abastecido sem falta, e também que não é a única a ofertar combustível no mercado nacional, que também tem outras empresas dentro desse segmento.

“Preços alinhados ao valor de mercado estimulam a produção e a concorrência no presente, assim como fomentam os investimentos que contribuirão para a expansão do volume produzido, para o alcance da qualidade exigida para os produtos, e para incremento da capacidade logística, com benefícios diretos ao consumidor. Por outro lado, preços abaixo do mercado inviabilizam economicamente as importações necessárias para complemento da oferta nacional. Exemplos recentes de desalinhamento aos preços de mercado já se traduzem em problemas de abastecimento em países vizinhos ao Brasil”, disse a Petrobras.

Veja a nota na íntegra CLICANDO AQUI.

1 comentário

Vinícius 10/06/2022 - 08:06

Dia 2 de Outubro vamos dar uma resposta a essa política de ficarmos reféns do mercado internacional. Ciro Gomes para presidente.

Reply

Deixe um comentário!

Auxílio de R$ 1.000 para caminhoneiros é aprovado Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu