Empresa adquire 222 Rodotrens Basculantes Evolut da Librelato

A GEES S.A, empresa anteriormente conhecida como RISA S/A, que atua na região Nordeste do Brasil, fechou um grande contrato para aquisição de implementos produzidos pela Librelado. A empresa é uma das maiores produtoras agrícolas do Brasil, e vai usar os novos implementos, 222 unidades, para operações logísticas de grãos via Porto do Itaqui, que fica em São Luís, no Maranhão.

A empresa é a maior operadora de conjuntos tritrem basculante do Brasil, e irá receber a nova frota de rodotrens a partir do mês que vem.

As configurações dos implementos foram personalizadas de acordo com a necessidade da empresa. Um exemplo é o sistema de enlonamento mecanizado, um opcional que proporciona aos motoristas mais conforto, segurança e agilidade nas operações.

“Temos uma parceria de longa data com a Librelato, que a cada ano fica mais sólida, especialmente porque ouve as solicitações dos seus clientes e busca atendê-los da melhor forma possível, além de melhorar seus produtos sempre. A nossa relação de confiança e amizade é tão forte que a Librelato compõe 99% da nossa frota”, explica o gerente de manutenção da GEES S.A, Daniel Gorgen.

“A nova família de basculantes da Librelato traz o perfeito equilíbrio entre robustez e leveza, otimizando a capacidade de carga. Ela evoluiu em relação à geração anterior, resultando em um aumento de carga útil de até 400 quilos. Esse produto também é muito procurado porque ajuda a evitar desperdícios durante o transporte, como a perda de grãos. Tudo isso resulta em melhor custo-benefício para o cliente”, destaca o diretor comercial da Librelato, Silvio Campos.

Rodotrem Basculante Evolut da Librelato

O novo basculante da série Evolut foi desenvolvido mantendo o conceito de design da Linha Premium, com adição de colunas estruturais. Por conta disso, ele ficou mais resistente e durável.

Com um visual arrojado e moderno, garante mais eficiência aerodinâmica, o que resulta em uma redução de consumo de combustível de até 2% comparado ao modelo tradicional. Quanto ao peso, a utilização de aços especiais permitiu otimizar a tara, resultando em mais rentabilidade para a operação do cliente. Com isso, o modelo tornou-se o mais leve de sua categoria.

Nesse modelo, é possível, ainda, fazer a personalização do revestimento da caixa de carga, com a utilização de diferentes espessuras e tipos de aço, entre eles aços estruturais, de alta resistência, de ultra resistência ou até materiais com propriedades anticorrosivas.

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos