Mercedes-Benz reformado em 2006 pelo Esquadrão do Caminhão está sucateado

Nos anos de 2005 e 2006, o programa Pé na Estrada realizou a reforma de alguns caminhões de caminhoneiros autônomos, em parceria com empresas como a JaburSat, que era patrocinadora do quadro Esquadrão do Caminhão.

Dentro do programa, diversos modelos foram renovados, fazendo um grande sucesso com o público. Entre as reformas, estava um Mercedes-Benz LS 1934 fabricado em 1990, que pertencia a Claudionor e Sandra, um casal de caminhoneiros, que tinham no velho caminhão seu único ganha pão.

Essa Terezona foi o segundo caminhão reformado no programa, que tinha como ideia devolver os veículos aos caminhoneiros em ótimas condições, especialmente para aqueles que enfrentavam dificuldades financeiras.

Antes da reforma

Esse Mercedes-Benz ficou por 60 dias em uma oficina especializada, e foi entregue ao casal no dia 30 de outubro de 2005, contando até com pintura personalizada. Além da reforma no visual, a oficina retificou o motor do caminhão e refez toda a parte de sistemas como os freios.

A publicação da Revista O Carreteiro da época destaca que o diferencial, direção hidráulica, quinta roda, novos rolamentos, turbina, cruzetas do cardan, tanques de combustível, entre outros componentes, também entraram na lista, além de novos pára-lamas, tapeçaria, sistema de som com toca CD, climatizador, pneus e rodas. A caixa de câmbio também foi totalmente reconstruída, sendo aproveitada apenas a carcaça.

Nesta semana, nas redes sociais, apareceram imagens do caminhão atualmente, em um desmanche não identificado.

Apesar de manter parte da pintura feita pelo programa, o caminhão já perdeu muitas peças, como portas,capô, pára-lamas, além de estar sem motor e eixo dianteiro.

Fotos da página Caminhões Antigos Nacionais no Facebook.

2 comentários

Antônio gomes 23/10/2022 - 22:15

Tenho um caminhão 1924 gostaria de uma reforma desta pós não tenho dinheiro no momento

Reply
Daniel 23/10/2022 - 12:41

Complicado né? Eu tenho um caminhão bem velho precisando demais de uma reforma dessas…. infelizmente não se vê mais, como eu sonho com uma oportunidade dessas ainda que se reformassem meu caminhão da forma que fizeram nessa terezona, eu faria questão de pagar cada centavo, si assim teria a certeza de dá o devido valor!

Reply

Deixe um comentário!

Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas