Caminhoneiros iniciam greve geral no Chile por mais segurança e redução do preço do diesel

No Chile, caminhoneiros filiados à Confederação Sindical dos Transportadores de Fuerza del Norte iniciaram uma paralisação nacional, até que o governo do país atendam às demandas, que já haviam sido solicitadas no início do mês.

De acordo com a imprensa chilena, Cristian Sandoval, presidente da confederação, já havia tido reuniões com o governo, que havia prometido soluções em pouco tempo. O prazo acabou no último domingo.

Os caminhoneiros dizem sofrer com a violência nas rodovias, especialmente pela falta de pontos de parada seguros, além de haverem diversos roubos de cargas nas rodovias, principalmente cobre, salmão e adubos.

Outra reivindicação é em relação do preço dos combustíveis, que vem subindo há vários meses.

“É insustentável para o setor de transporte do pequeno e médio empresário” , afirmou Sandoval.

Diversos pontos de bloqueios são registrados, especialmente pela Ruta 5, que corta o país de norte a sul.

De acordo com os manifestantes, o movimento irá durar até que o governo de uma resposta satisfatória. Automóveis, ônibus e veículos oficiais estão sendo liberados nos bloqueios.

2 comentários

Roberto Mascarenhas silva 28/11/2022 - 20:21

Kkkkkkkkk…..e depois do dia 40, finalmente vai chegar a vez do Lula “meter a mão” de novo!

Reply
Edy 24/11/2022 - 12:03

Bolsonaro vai roubar até dia 30 de dezembro

Reply

Deixe um comentário!

Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas