Empresa brasileira que representa a Foton vai processar fabricante chinesa

Informações publicadas pelo Jornal Estadão mostram que a Foton Aumark do Brasil, empresa de propriedade de Luiz Carlos Mendonça de Barros, vai processar a fabricante Foton Beiqi, da China, por quebra de contrato.

O pedido de indenização será uma forma de compensar os massivos investimentos feitos pelos sócios brasileiros, além do lucro futuro, que a filial brasileira deixou de ter porque a empresa chinesa dificultou as negociações, entregas de caminhões e peças para reposição.

O processo deve ser aberto no próximo ano, com um pedido de indenização de R$ 600 milhões.

Além de mais de 3 mil caminhões importados desde o início da operação, a Foton Aumark do Brasil montou quase 800 unidades em CKD, em uma linha de montagem alugada da Agrale, em Caxias do Sul-RS.

De acordo com a Foton Aumark do Brasil, a Foton Beiqi deixou de cumprir vários acordo estabelecidos com a empresa brasileira, atrasando o envio dos caminhões, e também enviando volumes menores do que os solicitados.

De acordo com o advogado que representa a empresa, o prazo de quatro meses entre o pedido dos caminhões e a entrega no porto brasileiro passou para oito meses, o que trouxe diversos problemas, especialmente com a rede de concessionários e consumidores.

Além disso, a Foton Aumark do Brasil também destaca que teve diversos custos, com a homologação dos caminhões no Brasil, compra de uma área onde seria construída a fábrica brasileira e início das obras, que foram bancados pelos sócios brasileiros.

Além disso, outra empresa passou a representar a Foton Beiqi no Brasil, chamada de Foton Motors Brasil, dirigida pelo chinês naturalizado brasileiro Shaoyi Lu.

No início do ano, os 30 concessionários da marca receberam 240 caminhões, e agora deverão receber outros 400, que estão sendo importados pela nova empresa. Boa parte das revendas da marca são ex-concessionários Ford, que foram descredenciados depois que a montadora norte-americana encerrou a produção de caminhões no Brasil.

A Foton Aumark do Brasil começou a operar em 2010, e tinha planos audaciosos para venda de caminhões leves e médios no país, além de utilitários com PBT inferior a 3,5 toneladas. Apesar disso, o número de unidades vendidas nunca foi representativo.

1 comentário

Warley 16/11/2022 - 14:45

Faltou dizer também que, apesar de não ser expressivas quanto às outras marcas, as vendas de Foton crescem a cada mês.

Dizer também que a Foton Motor está trazendo para o mercado Brasileiro, caminhão 17 e 24 toneladas com 290cv, além do 3/4 elétrico que provavelmente chega ainda em 2022.

Reply

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos