Ministro Alexandre de Moraes discute bloqueio de rodovias com procuradores de Justiça

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, realizou uma reunião com procuradores de Justiça de São Paulo, Espírito Santo e Santa Catarina, para tratar de ações contra os bloqueios de rodovias por manifestantes.

A reunião foi realizada por conta dos recentes bloqueios de rodovias realizados por manifestantes, após a vitória de Lula nas eleições do segundo turno para a Presidência da República.

Na reunião, foram levantados os nomes de supostos financiadores dos protestos, considerados ilegais pelo ministro. A partir de agora as informações serão cruzadas para que sejam identificados esses financiadores.

“São empresários que são financiadores. Nós já temos alguns nomes, que ainda não podemos revelar, porque estão sendo investigados. A ideia é que esse cruzamento possa permitir a identificação de empresários, que estão, na verdade, patrocinando movimentos golpistas”, disse o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo.

O ministro já havia determinado que a PRF, Polícia Federal, Civil e Polícia Militar prestem informações sobre os veículos utilizados nos bloqueios.

Moraes também pediu dados sobre os proprietários dos veículos e as multas aplicadas nas operações de desbloqueio.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, na noite de ontem, 08/11, existia apenas uma interdição, registrada no estado de Rondônia. Até o momento, 1.086 bloqueios foram registrados e desfeitos.

Deixe um comentário!

Na década de 1980, caminhão elétrico já era realidade no Brasil Conheça os caminhões mais vendidos do Brasil em novembro Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA