VÍDEO: Guindaste de 55 toneladas que custa R$ 20 milhões cai de navio e fica destruído em Santa Catarina

A operação de descarregamento de veículos do navio chinês Chang Chang Nan Hai teve um acidente registrado na manhã de terça-feira, 17 de janeiro, quando um guindaste de alta capacidade, que estava sendo desembarcado, acabou caindo.

De acordo com a assessoria do Porto de São Francisco do Sul, a operação transcorria sem problemas, dentro dos parâmetros operacionais normais, quando a situação ocorreu.

O guindaste que sofreu os danos é um XCMG XCA450, produzido na China, com capacidade de elevação máxima de 450 toneladas, e alcance total de 130 metros. Geralmente é utilizado em operações de instalação e manutenção de geradores eólicos.

De acordo com a administração do porto, essa é uma das maiores cargas descarregadas no Porto de São Francisco do Sul, composta de mais de 200 máquinas, empilhadeiras e caminhões elétricos de última geração, que ocupam uma aréa de armazenagem de mais de 7 mil metros quadrados.

O porto e o operador responsável pelo descarregamento dos veículos fez o acionamento do seguro, e mesmo com o acidente, as operações portuárias seguiram normalmente.

Veja a nota na íntegra:

Nota de Esclarecimento: Queda de um guindaste sobre rodas que era descarregado de navio com bandeira chinesa.

O Porto de São Francisco do Sul vem a público esclarecer sobre o ocorrido nesta manhã de terça-feira (17/01/2023). Trata-se de uma operação de descarga de equipamentos (Máquinários, caminhões e bobinas de aço), cuja operação ocorreu com emprego de material adequado e necessário e estava dentro dos parâmetros operacionais.

Antes de iniciada a operação, as medidas de prevenção e de segurança foram adotadas, razão pela qual não houve qualquer risco à integridade corporal de qualquer pessoa, nem qualquer tipo de dano ambiental decorrente deste acidente. O navio em questão é de bandeira chinesa e denomina-se Chang Chang Nan Hai, tendo atracado no dia 15/01.

Essa é considerada uma das maiores cargas descarregadas no Porto de São Francisco do Sul, composta de mais de 200 máquinas, empilhadeiras e caminhões elétricos de última geração, que ocupam uma aréa de armazenagem de mais de 7 mil metros quadrados.

O caminhão guindaste danificado pesa cerca de 55 toneladas e sofreu avarias, sendo que o seguro da carga já foi acionado pelo armador e pelo operador responsável pela descarga.

As operações portuárias dentro do Porto de São Francisco do Sul seguem normalmente a sua programação, inclusive no berço 102, onde está atracado o navio que finaliza esta operação.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal