Volvo cancela demissões em fábrica dos EUA por aumento da demanda

Devido ao número crescente de vendas de caminhões por causa do crescimento da economia norte-americana, a Volvo cancelou a demissão e afastamento temporário de 500 trabalhadores de sua fábrica em Virgínia. A venda de caminhões rodoviários classe 8 tem crescido, o que encorajou à Volvo à aumentar a produção.

“Decidimos não avançar no plano de demissões neste momento para que possamos manter a flexibilidade de fabricação dos caminhões. Mas continuaremos a monitorar a situação do mercado como um todo,” disse Brandon Borgna, porta-voz da Volvo Trucks.

LEIA MAIS  Venda de caminhões sobe 40% em 2019

A fábrica de Virgínia fabrica todos os modelos de caminhões que a Volvo vende nos EUA, além de motores e cabines. Atualmente a planta emprega 2.100 pessoas. O anúncio das demissões ocorreu em dezembro, quando os estoques da fábrica estavam elevados. Neste mês houve uma reversão, com o aumento da demanda, os estoques baixaram e mais caminhões precisam ser fabricados.

 

LEIA MAIS  "Se proteger é seu dever" é tema da SIPAT na Jamef

Outros fabricantes norte-americanos de caminhões no ano passado também anunciaram demissões devido à baixa demanda da classe 8. A classe 8 engloba caminhões rodoviários pesados, com três eixos e cabine leito.

Blog do Caminhoneiro




Um comentário em “Volvo cancela demissões em fábrica dos EUA por aumento da demanda

Fechado para comentários.