Montagem de Parques Eólicos no RN seguem padrões sustentáveis

IMG_4340




O grande potencial eólico da região nordeste do país vem atraindo cada vez mais investimentos em parques eólicos, principalmente nos estados do Ceará, do Rio Grande do Norte e da Bahia. Destaque para o Rio Grande do Norte, onde estão sendo construídos 14 parques de usinas geradoras de energia eólica, com invest imentos superiores a US$ 230 milhões.

As vantagens deste tipo de energia são diversas se comparado com as energias tradicionais ou com outros tipos de energias renováveis, em função do seu maior desenvolvimento.

Há exemplo disto, a ACCIONA, operadora global do setor de energias renováveis e presente nas principais tecnologias – eólicas, termosolar, fotovoltaica, hidráulica e biomassa – investe em parques eólicos a mais de 20 anos e esta sempre atenta a sustentabilidade. Seu recente investimento tem sido também na região do Rio Grande do Norte, dois complexos eólicos já estão em fase de finalização e algumas torres já operando nas regiões de São Miguel do Gostoso (120 MW) e o de Areia Branca (90 MW).

Segundo o responsável pelo Depto. de Suprimentos do Parque, Caio Viana, “trabalhar para o fornecimento de energia de forma descentralizada e com responsabilidade sustentável é o principal foco da ACCIONA, por isso realizar as montagens das torres é uma preocupação nossa, para que se possa realiza-las de forma menos degradante possível ao meio ambiente”.

IMG_4335Para executar as montagens dos equipamentos nestes parques eólicos, a Cordeiro Guindastes foi a escolhida pela empresa espanhola ACCIONA, – para dar apoio à montagem das torres fabricadas pela própria ACCIONA em Areia Branca. A Cordeiro Guindaste mobilizou dois Guindastes de 160 STC 75, um de 70 toneladas, um Guindauto, além de uma Equipe Operacional. Para o Gerente Executivo da Cordeiro, Alessandro Vivian, “Os benefícios deste tipo de energia são diversos, por principalmente possuírem poucos riscos ao meio ambiente e por ser uma fonte praticamente inesgotável, além de descentralizar a produção de energia no país”.

A Cordeiro GuindasteS, sempre pontua valores importantes para a preservação do meio ambiente, como o Projeto Cordeiro Responsável, que tem como intuito conscientizar os colaboradores sobre os pro blemas que ocorrem no meio ambiente. Pablo Suerias, Engenheiro da ACCIONA responsável do Parque no RN, afirma que a CORDEIRO obteve êxito nas montagens desde o primeiro mês de trabalho, fevereiro, até o momento, “vale ressaltar o êxito da Cordeiro em todos os procedimentos. Estiveram sempre de prontidão no atendimento, fazendo com que nenhuma falha ocorresse, o que sem dúvidas nos ajudou a preservar e a manter o padrão durante as operações”, diz.

Priscila Kelly, Analista Comercial, e responsável por intermediar o negócio entre a Cordeiro GuindasteS e a ACCIONA, comenta que o entendimento entre as partes foi sempre muito amigável durante toda a negociação. “Tenho certeza que com o comprometimento que nós da CORDEIRO temos com relação à sustentabilidade facilita demais a operação comercial pelo fato de todos estarmos engajados em desenvolver cada vez mais um trabalho sustentável e ecológico”. Priscila, que sai de licença a maternidade e pós esse período volta para suas atividades normais na empresa, completa ainda que: “com o nascimento da minha filha Maria Clara agora em dezembro minha preocupação com o meio ambiente ficou muito objetiva”.

O programa eólico do RN prevê investimentos da ordem de R$ 12 bilhões para a construção de 91 parques até 2016, sendo que atualmente 78 estão em execução. A previsão é de que 85 entrem em operação entre 2013 e 2014. Já para ano que vem a Cordeiro GuindasteS tem alguns processos em negociação para setor eólico. O Gerente Executivo, Alessandro, ressalta que: “o ano de 2015 será promissor, estamos nos preparando para ser o melhor ano desde a nossa fundação”, enfatiza.




Deixe sua opinião sobre o assunto!