Uma greve necessária

por Blog do Caminhoneiro

greve 03-07-2013 caminhoneiro (16)No último final de semana surgiu um texto em um site, falando de uma possível greve dos caminhoneiros, que iriam parar à zero hora do dia 13. Na segunda-feira o texto foi desmentido pela Unicam, e a greve de fato não ocorreu.

Porém, toda a movimentação e o que se falou nesses dias mostrou que os caminhoneiros do Brasil estão descontentes, não se sentem representados por nenhum sindicato, e almejam por mudanças no transporte. O preço do diesel, sem nenhum subsídio, aumentou recentemente. Os valores de pedágio e impostos altos tiram o pouco de lucro do setor, e isso é agravado pela defasagem dos valores de frete e pelo ágio cobrado por muitos agenciadores de cargas. Todos esses problemas dificultam a vida de quem está na estrada, e acabam matando o autônomo e as pequenas transportadoras.

Outro agravante: Em 2012 foi aprovada a Lei do Descanso (12.619/2012), que mudou radicalmente os transportes rodoviários no Brasil, exigindo um jornada digna de trabalho e horários de descanso regulados, que reduzem os acidentes e melhoram a qualidade de vida dos caminhoneiros. Porém, está sendo discutido na Câmara um projeto de lei (4246/2012) que visa modificar e deturpar a Lei do Descanso, aumentando os tempos de trabalho e reduzindo o tempo de descanso dos caminhoneiros. Esse projeto leva em consideração apenas as solicitações de empresas e empresários do agronegócio, e deixa o caminhoneiro desamparado.

Com esse projeto, o caminhoneiro poderá rodar até cinco horas e meia ininterruptas, com intervalo de 15 minutos, porém, o maior problema é o fato do projeto de lei considerar qualquer hora parada como descanso. Desse modo, quando o caminhão estiver em uma fila, esperando para carregar ou descarregar, ou parado por qualquer motivo, esse tempo será considerado descanso, e poderá ser descontado do seu descanso entre-jornadas. Por isso, se o caminhoneiro “puxar fila” durante 8 horas, conta como se estivesse dormindo, e terá que dirigir no horário em que deveria estar dormindo.

Chamado de “Bancada da Morte”, esse grupo de empresário tem apenas interesses econômicos com a modificação da Lei, e fará aumentar muito as tragédias nas nossas estradas. A votação desse projeto poderá ocorrer hoje e modificar drasticamente o cenário de transporte rodoviário no Brasil.

Nesses casos, CADÊ OS SINDICATOS DOS CAMINHONEIROS DO BRASIL?

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!