Caminhoneiro dos EUA é investigado pela polícia por dizer que dirigiu por mais de 20 horas seguidas

por Blog do Caminhoneiro

Facebook-BragKerry Cuthbert é um motorista carreteiro da empresa International Logistics Group, em Chicago, Estados Unidos. Recentemente ele publicou em seu perfil do Facebook uma nota onde afirmava ter dirigido por mais de 20 horas seguidas para obter um melhor salário. O problema é que a simples postagem virou caso de polícia.

Na publicação, Kerry afirma que o dinheiro fala, e que precisava fazer 1.100 milhas (1.760 km) em 20 horas.O texto diz o seguinte:  “… preciso estar em Lakeland (Flórida) às 06:00 de terça-feira. Esqueça dormir, $$$ fala…” .Ele também fez mais algumas publicações, afirmando que fez o trecho em 20 horas, e fez vídeos gravados à mão, enquanto dirigia, o que também é crime nos EUA.

A empresa afirmou que as postagens foram apenas piadas, e que o motorista fez paradas durante a viagem, mas a polícia irá investigar criminalmente o caso. De acordo com as postagens e check-in’s feitos no Facebook pelo motorista, é possível chegar a mais de 1.500 milhas percorridas em menos de 24 horas, o que dá um total de 2.400 quilômetros. A velocidade máxima nas rodovias dos Estados Unidos é variável, pois cada Estado tem uma legislação diferente, mas a velocidade média fica em 65 MPH ( 105 km/h).

Também, as leis de descanso são muito mais rígidas que no Brasil, e o motorista Kerry, dirigindo sem descansar, acabou por colocar muitas vidas em risco nas rodovias. Todos os motoristas norte-americanos são proibidos de trabalhar por mais de 11 horas seguidas, e precisam de um descanso ininterrupto de 10 horas entre as jornadas.

A publicações feitas por ele foram removidas da rede social, porém a polícia já tem todos os detalhes, e o motorista terá que se explicar. Além disso a empresa suspendeu seu contrato até que tudo se resolva.

Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário