Volvo testa FMX autônomo em mina subterrânea

volvo-fmx-autonomo-mina-subterranea-1




A Volvo Trucks acaba de dar mais um importante passo para ampliar a viabilidade técnica do uso de caminhões autônomos. Um FMX iniciou trabalhos na mina subterrânea de Boliden, na cidade de Kristineberg, Suécia. O objetivo dos testes é ampliar a segurança operacional e a produtividade em locais geograficamente difíceis.  Para mostrar a versatilidade do caminhão, a Volvo apresentou um vídeo, que pode ser visto abaixo.

O desenvolvimento de caminhões autônomos é uma realidade, e espera-se que nos próximos 10 anos essa tecnologia seja comum nas estradas. Diversas montadoras tem planos de desenvolvimento de veículos autônomos e a Volvo é uma das que mais se destaca nessa tecnologia.

volvo-fmx-autonomo-mina-subterranea-2Os testes iniciais estão sendo feitos principalmente em minas, portos e outros locais com menos tráfego de veículos externos e com mais previsibilidade do trajeto e ações. Esses locais também se destacam como sendo mais adequados para o uso desses veículos, por terem condições extremas de trabalho, em grandes profundidades, riscos de desmoronamentos e etc. Em caso de acidentes, apenas o veículo é perdido, sem risco de danos às pessoas envolvidas.

LEIA MAIS  Delivery agora pode ser alugado direto da Volkswagen

Os testes começaram com um caminhão FMX equipado com uma bascula, que tem diversos sensores para mapear o trajeto e qualquer obstáculo. O caminhão se dirige sozinho até o ponto de carregamento e viaja até o local da descarga, sem precisar de nenhuma interferência humana. A mina de Boliden chega a profundidades superiores a 1.000 metros. Até o final do ano outros dois caminhões FMX autônomos entrarão em teste nessa mesma mina.

volvo-fmx-autonomo-mina-subterranea-3Para a mina, a grande vantagem é a otimização logística que os caminhões autônomos trazem. No caso de detonações, por exemplo, é necessário que todos os motoristas humanos saiam dos túneis e aguardem a poeira da explosão baixar. No caso dos caminhões autônomos, basta que a explosão termine para que o caminhão volte a rodar, com menor perca de tempo entre os tempos de carga e descarga.

LEIA MAIS  TESTE - O que você sabe sobre a Volvo?

Em caso de qualquer problema no trajeto, como obstáculos, ou qualquer problema no caminhão, uma central é acionada para resolver o mais rápido possível o problema e fazer com que o caminhão volte a rodar imediatamente.

Blog do Caminhoneiro – Conteúdo exclusivo. Para reprodução, cite o link exato para a matéria original.

 

 

 




Deixe sua opinião sobre o assunto!