Telemetria reduz riscos de acidentes no transporte de cargas

por Blog do Caminhoneiro

No Brasil, onde mais de 60% das cargas são transportadas por caminhões, acidentes envolvendo veículos de carga têm um alto custo para os transportadores e consumidores.

O setor agrícola, por exemplo, desperdiça R$ 3,8 bilhões com o transporte de 66 milhões de toneladas de milho e soja por rodovia (incluindo estradas não asfaltadas), de acordo com a CNT (Confederação Nacional dos Transportes).

Dessa forma, essa situação afeta diretamente o bolso do consumidor brasileiro, já que o custo do transporte da produção brasileira é o dobro ou o triplo da média norte-americana.

Soluções

Enquanto a malha viária do Brasil passa por tantos problemas, as transportadoras e embarcadoras buscam soluções eficazes para reduzir o número de acidentes. São equipamentos que usam telemetria para identificar trechos perigosos e planos de gerenciamento de riscos, que juntos conseguem reduzir o número de sinistros.

“Os maiores causadores dos acidentes são a imprudência e o cansaço na direção. Por isso, monitorar estes dois pontos e alinhar as metas da empresa com eles é fundamental na prevenção”, diz Bruno Santos, especialista em telemetria e executivo da Mix Telematics (www.mixtelematics.com.br), uma das líderes mundiais em soluções para gestão de frotas.

Imprudência dos motoristas

Os acidentes são consequência de comportamentos perigosos, dessa forma, trabalhar na redução destes irá impactar diretamente no seu número. De acordo com Bruno, a primeira causa mais frequente é o excesso de velocidade, depois a direção agressiva. “A empresa deve criar uma política de direção segura, divulgar e treinar os funcionários. Além disso, as metas de produtividade da empresa devem estar sincronizadas com esta política, assim os funcionários não vão dirigir de forma perigosa, principalmente em estradas problemáticas, para cumprirem prazos extremamente curtos”.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!