Régis Bittencourt é a rodovia com mais acidentes com cargas tóxicas

Um levantamento feito pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) aponta que a rodovia Régis Bittencourt (BR-116) foi a que teve o maior número de acidentes com cargas tóxicas e perigosas entre 2005 e 2016. Segundo o Setor de Atendimento a Emergências da companhia, a estrada que liga São Paulo aos Estados do Sul registrou 414 acidentes nesse período.

A rodovia Anhanguera figura em segundo lugar no ranking, com 259 ocorrências atendidas pela Cetesb. A Dutra aparece na sequência, com 227 acidentes computados.

Existem algumas regiões da Régis, como a de Miracatu, por exemplo, onde aconteceram três acidentes com cargas tóxicas em menos de um mês em 2016. No ano passado, região teve oito ocorrências ambientais.

Todos esses dados foram mapeados pela Cetesb e estão registrados no site da SMA.

Além de participar dos atendimentos emergenciais, a Cetesb também oferece cursos (Primeiro no Local) de capacitação de pessoas em casos de acidente. O curso feito em parceria com o Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Estadual e Secretaria da Saúde atendeu cerca de 370 pessoas no ano passado.

A Cetesb ainda faz parte da Subcomissão Estadual de Estudos e Prevenção de Acidentes no Transporte Terrestre de Produtos Perigosos da Região Metropolitana de São Paulo. A Comissão Estadual implantou 9 subcomissões no Estado. A seção de São Paulo é coordenada pela Cetesb desde 2010.

1 comentário

Rivaldo Alves Gomes 06/02/2017 - 17:51

Lamentável

Reply

Deixe um comentário!

Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia Você lembra do seriado “As Aventuras de BJ” nos anos 1980? Caminhões chineses são equipados com cabine de modelo da década de 1970