PRF escoltou 1.129 caminhões nesta terça




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) escoltou, nesta terça-feira (29), 1.129 autocargas, entre caminhões e carretas, para diversos locais do país. Os veículos encontravam-se retidos em vários pontos da manifestação dos caminhoneiros, que completou hoje o seu nono dia. Caminhões-tanque seguiram para vários aeroportos.

Com a perda da força do movimento dos caminhoneiros, após o governo federal ter atendido as reivindicações da categoria, grande parte dos motoristas de autocarga resolveu desmobilizar-se, buscando seguir para os seus destinos. Entretanto, vários deles foram desestimulados, através de atos de ameaças, a não prosseguirem. E para garantir o direito desses caminhoneiros a PRF realizou a escolta dos quase 1.200 veículos. As escoltas aconteceram em diversos estados do país. No Distrito Federal a PRF escoltou, pela BR 040, alguns comboios de caminhões, que partiram de Brasília até a cidade de Luziânia-GO. Já na Baixada Fluminense, mais precisamente na cidade de Seropédica, onde existe o maior ponto de concentração de motoristas no Rio de Janeiro, vários comboios foram escoltados para diversas regiões do estado carioca.

O trabalho da Polícia Rodoviária Federal foi percebido em outras partes do Brasil, como no Mato Grosso do Sul, onde caminhões e carretas partiram escoltados com destino a diversas cidades do estado e para fora dele. No Nordeste, por exemplo, a PRF escoltou mais de 200 autocargas somente no Maranhão. A maioria, da capital, São Luís, para o interior do estado. Em Sergipe várias carretas com combustível de aviação foram escoltadas até o aeroporto da Capital, Aracaju. Em Palmas, no Tocantins, 18 caminhões-tanque chegaram ao aeroporto Lysias Rodrigues graças ao trabalho da PRF.

LEIA MAIS  ANP aprova minuta de resolução que prevê maior transparência em preços de combustíveis

Os trabalhos de escoltas feitas pela PRF foram vistos em quase todo o país, ao longo do dia. Este serviço será mantido pelo tempo que for necessário até a total desmobilização do movimento. A PRF contou com o apoio do Exército Brasileiro em várias escoltas realizadas até o momento.

Deixe sua opinião sobre o assunto!