Após reunião com governo de SP, caminhoneiros encerram greve no Porto de Santos




O governador Márcio França recebeu no Palácio do Bandeirantes, na noite desta quinta-feira, 31/05, representantes de três grandes associações, que congregam cerca de 1.600 caminhoneiros autônomos, em busca de soluções para o fim da greve no Porto de Santos. Durante a reunião, o grupo decidiu descer a serra para promover uma assembleia. Às 22h, no Retão da Alemoa, foi decidido fim da greve no Porto de Santos.

LEIA MAIS  Associação Brasileira dos Caminhoneiros publica nota de preocupação com a tabela de fretes

“Com a volta ao trabalho no Porto de Santos o país retorna à normalidade. Os caminhoneiros e o governo do Estado de São Paulo fizeram do diálogo o caminho para a solução de um problema que afetou o Brasil. Isso é a prova de que a boa política representa o melhor caminho para enfrentar as crises”, ressaltou Márcio França.

Um dos pontos reivindicados pelos manifestantes, o fim do pedágio do eixo suspenso, está vigorando desde quinta-feira, 31/05. O governo estadual não precisará repor as perdas às concessionárias. No lugar prorrogará a validade dos contratos de concessão.

Deixe sua opinião sobre o assunto!