Volvo contrata funcionários para aumentar a produção




A Volvo tem muitos motivos para comemorar em 2018. Além dos 25 anos do FH, celebrados com uma série especial lançada no mês passado, a marca comemorou a produção da unidade 1 milhão do pesado no mundo, e agora comemora as vendas em alta.

E as vendas da montadora estão tão boas, que a fila de espera para receber um FH 0km pode chegar a seis meses. A Volvo é a terceira montadora que mais vende no Brasil, com mais de 8 mil unidades emplacadas até outubro (O relatório de vendas de novembro ainda não foi publicado). E o Volvo FH corresponde à mais de 70% dessas vendas. Tanto que o modelo FH 540 foi o caminhão mais vendido de outubro, com mais de 430 unidade vendidas. E o segundo mais vendido também é Volvo, o FH 460, com 359 unidades emplacadas. A soma dos dois modelos no acumulado de 2018 chega as 6 mil unidades.

Por isso, a montadora irá contratar mais funcionários. As contratações começaram em novembro, e vão se entender neste mês. No início do ano, a montadora havia contratado 250 funcionários para aumentar a produção. Nesta etapa, ainda não foram definidas as quantidades de funcionários.

LEIA MAIS  Projeto obriga o governo a duplicar todas as rodovias federais

As vendas crescendo estimulam também a cadeia produtiva, gerando empregos indiretos. A demanda por componentes para montagem dos caminhões Volvo cresceu tanto que já gera um gargalo. Com isso, a montadora voltou a importar algumas peças da Europa e da Ásia. Porém, de acordo com a montadora, o fornecimento de componentes fabricados no Brasil deve se normalizar em breve.

LEIA MAIS  PRF prende quatro suspeitos de roubar carreta no Rio de Janeiro

A expectativa de venda de caminhões em 2019 é boa. Graças ao agronegócio, as vendas devem subir ainda mais. O Volvo FH 540, na versão 6×4, é um dos caminhões mais caros vendidos no Brasil, por R$ 500 mil.




Deixe sua opinião sobre o assunto!