Caminhão Axor autônomo para transbordo de cana dobra capacidade de usina




O extrapesado Axor 3131 8×4, primeiro caminhão Mercedes-Benz com direção autônoma a ser utilizado numa operação diária regular no Brasil, é uma das grandes atrações da marca na Agrishow 2019, uma das maiores feiras de tecnologia agrícola do mundo, que será realizada em Ribeirão Preto, SP, entre 29 de abril e 3 de maio.

“O Axor 3131 é o caminhão de direção autônoma para transbordo de cana com a maior capacidade de carga líquida do mercado brasileiro, chegando até 20 toneladas de cana picada. Além disso, sua utilização em substituição a tratores agiliza o processo de transbordo dentro das fazendas, trazendo mais produtividade, menos consumo de combustível e menor custo operacional”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Depois de vários estudos, a Grunner chegou à conclusão de que o caminhão é a melhor solução para acompanhar a colhedora na colheita. Além disso, a tecnologia da direção autônoma trouxe muito mais precisão ao processo de colheita e transbordo”.

Esse caminhão Axor com direção autônoma desenvolvido para aplicações fora de estrada é fruto de uma parceria exclusiva da Mercedes-Benz do Brasil com a Grunner, empresa de tecnologia para o campo. O modelo já opera 24 horas por dia na colheita de cana-de-açúcar na Agro Cana Caiana, no interior de São Paulo, região considerada a maior produtora do País, aumentando assim a produtividade no abastecimento das usinas de açúcar e etanol.

De acordo com a Grunner, na safra 2017/2018, a produtividade média da Agro Cana Caiana saltou para 117 ton/hectare, frente a 69 ton/hectare das safras anteriores à introdução do caminhão autônomo. Ou seja, em apenas uma safra, conseguiu praticamente o resultado de duas.

O uso de caminhão com direção autônoma na colheita de cana assegura até 50% de redução no consumo de combustível, 40% a menos no consumo de lubrificantes e 30% a menos no custo de reparo e manutenção, em comparação com tratores. Além disso, proporciona maior velocidade média de operação, menor tempo e maior agilidade nas manobras, mais conforto para o motorista, mais eficiência em estradas irregulares, com maior estabilidade e menor impacto ambiental pelo menor consumo de combustível.

“Nosso caminhão autônomo Axor para operações em áreas confinadas no campo vem conquistando a confiança das usinas”, diz Roberto Leoncini. “Estamos indo ao encontro de clientes em suas empresas, em nossos concessionários e em eventos para demonstrar a eficiência, rentabilidade e confiabilidade dessa avançada solução para o agronegócio brasileiro”.

Estande expõe modelos de toda a linha de caminhões Mercedes-Benz

Na Agrishow deste ano, a Mercedes-Benz também irá expor diversos modelos de sua abrangente linha de caminhões: Actros 2546 6×2, Axor 3344 6×4, Atego 2730 6×4 e Accelo 1016 com câmbio automatizado. Um Atego 2730 6×4 com a mesma tecnologia de direção autônoma do Axor 3131 estará disponível para realização de test-drive.

Os caminhões da marca são reconhecidos no agronegócio por sua força, excelente desempenho, elevada robustez, resistência e produtividade, seja para o pequeno, médio ou grande produtor rural. Além disso, asseguram versatilidade de aplicação, reduzido consumo de combustível e menor custo operacional. Dessa forma, asseguram rentabilidade para os negócios de transporte e logística dos clientes da marca.

Juntamente com a Rede de Concessionários, o estande da marca também dará amplo destaque ao portfólio de Peças & Serviços, como as três linhas de peças de reposição (genuínas, remanufaturadas e Alliance), planos de manutenção, sistema de gestão de frota e rastreamento Fleetboard, oficina dedicada, Serviço Dedicado Conectado, financiamentos do Banco Mercedes-Benz, atrativos planos do Consórcio Mercedes-Benz e negócios com seminovos da SelecTrucks. Itens da Mercedes-Benz Collection também serão atrativos para os visitantes.

Axor 3131 com direção autônoma utiliza tecnologia e conectividade

O caminhão Axor 3131 com direção autônoma se destaca pela tecnologia e conectividade. A direção autônoma é controlada por um sistema que inclui piloto automático, GPS e georreferenciamento, com o veículo podendo ser utilizado durante 24 horas exclusivamente nos trechos mapeados da fazenda onde acontece a colheita.

“Unimos o conhecimento agrícola da Grunner e a expertise da Mercedes-Benz em caminhões fora de estrada para desenvolver um produto de avançada tecnologia, excelente desempenho e produtividade no transbordo de cana picada”, afirma Roberto Leoncini. “Como resultado, a solução da Grunner é aplicada com exclusividade nos caminhões da nossa marca, que atenderam plenamente às demandas do nosso parceiro. Ou seja, não somente As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve. A Mercedes-Benz ouve também o campo. Aliás, ela ouve, faz e entrega o produto e a tecnologia que o cliente nos pede”.

Entre várias adequações, o Axor com direção autônoma recebeu uma nova configuração com quarto eixo adicional, bitola mais larga (distância entre as rodas), pneus agrícolas de alta flutuação e antenas para captar sinal de satélite. O caminhão atua lado a lado com as colhedoras de cana, também de condução autônoma, que fazem a colheita e o corte, já lançando a cana picada diretamente na carroçaria do caminhão. A velocidade média dos veículos gira em torno de 6 km/h na área da colheita.

Terminado o carregamento, o motorista assume o controle do Axor para a etapa de transbordo aos treminhões, ou seja, o descarregamento da carga nos caminhões de maior capacidade, que completam o ciclo de transporte levando a cana às usinas de açúcar e etanol.

A Grunner e a Mercedes-Benz também disponibilizam o sistema de direção autônoma para o caminhão Atego 2730, ampliando as opções de escolha para os clientes, bem como o alcance dessa inovadora solução para o campo.





Deixe sua opinião sobre o assunto!