Quase 72 toneladas de excesso de peso são flagradas em três veículos de carga na BR 101 na BA




Três caminhões carregados com blocos de granito foram flagrados pela PRF com 71.720 quilos de excesso de peso na manhã de terça-feira (09), no Km 880 da BR 101, trecho do município de Teixeira de Freitas, distante 827 quilômetros de Salvador.

A fiscalização iniciou com abordagem aos três caminhões simultaneamente. Um Volvo/FH540 estava com 28,21 toneladas de excesso. O segundo veículo, da marca MAN, modelo TGX , apresentou 26,31 toneladas a mais que o permitido, visto que a capacidade máxima do veículo é de 57 toneladas. Já o terceiro, um Volvo/FH540 transitava na rodovia com 17,20 toneladas de excesso.

A Secretaria da Fazenda (Sefaz/Ba) foi acionada, visto que os condutores não apresentaram nota fiscal da mercadoria. O Ministério Público Federal também foi comunicado da ocorrência.

Além das multas, os motoristas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) se comprometendo a comparecerem ao Juizado Especial Criminal, a fim de responderem por suas condutas previstas nas normativas legais.

Os veículos foram removidos ao pátio da PRF e só serão liberados mediante comprovação de pagamento da multa Sefaz, apresentação de documento fiscal e regularização do excesso de peso (transbordo).

O excesso de peso sobrecarrega os sistemas de suspensão e freios, oferecendo riscos ao motorista e aos usuários da rodovia, e ainda danifica o pavimento asfáltico.




4 comentários em “Quase 72 toneladas de excesso de peso são flagradas em três veículos de carga na BR 101 na BA

  • 22/04/2019 em 18:59
    Permalink

    Enquanto não multar as empresas que faz o carregamento, não vai resolver nada.

  • 15/04/2019 em 19:16
    Permalink

    motoristas são responsáveis sim, o patrão é somente o mandante mais quem é o assassino que vai matar inocentes nas estradas são eles, vocês sempre dão uma de coitadinhos sofredores nas estradas mais quando fazem merdas tiram logo o rabo da reta dando uma de inocentes; vão todos tamar no c´. e mais carregam porque a comissão aumenta uma vez que voces trabalham em regime de escravidão somente ganhando conforme a produção ou seja comissão.

  • 13/04/2019 em 14:57
    Permalink

    Pelos danos que causa o excesso de peso deveria ser muito mais intensa a fiscalização. Pois, quem trabalha corretamente é prejudicado em vários aspectos. No caso dos caminhoneiros muitas cargas a mais teria inclusive para os autônomos. E os danos aos pavimentos, que são grandes, todos pagam se não em tarifas mais caras de pedágio indiretamente com mais recursos que o governo gasta na manutenção, oriundos dos impostos. Lotario Wessling, caminhoneiro autônomo Venâncio Aires RS

  • 12/04/2019 em 10:55
    Permalink

    Bom dia!!
    A PRF e o ministério público tem q algemar e prender os donos dos caminhões e não os motoristas q na maioria das vezes não tem culpa pois são obrigados sob pena de perder o emprego, pelo amor de Deus abram os olhos e fiscalizem.

Fechado para comentários.