Caminhoneiros são os profissionais que mais morrem em acidentes durante o trabalho




Pesquisas realizadas por diferentes institutos constataram a dura realidade dos caminhoneiros brasileiros. Além da árdua jornada de trabalho, eles são alvo de crimes e acidentes de trânsito nas rodovias.

Em janeiro deste ano, a Confederação Nacional do Transporte entrevistou mais de mil caminhoneiros e 64,6% deles afirmaram que um dos maiores problemas enfrentados na profissão são os crimes. E 49,5% relataram já ter recusado um serviço por medo de serem alvo de roubos e assaltos.

Dados do Ministério da Saúde de 2018 dão conta que no período entre 2007 e 2016, os caminhoneiros lideraram as mortes de trânsito relacionadas à profissão, representando 13% do total de apurações.

Dentre as causas dos acidentes envolvendo caminhoneiros está o não cumprimento do descanso estabelecido pela Lei No. 13.103/2015, também conhecida como Lei do Motorista. Segundo um outro estudo, realizado pela Unifesp, quando uma pessoa fica mais de 19 horas sem dormir, pode perder os reflexos de forma equivalente ao que acontece com pessoas embriagadas.

Por isso, a Lei do Motorista estabelece a esse profissional o direito de descansar por 11 horas a cada 24 horas, sendo que 8 delas devem ser ininterruptas. Além disso, são obrigatórios 30 minutos de descanso a cada 6 horas na condução de veículos de carga.

A falta de locais apropriados para o descanso contribuem para a consolidação deste cenário.

Foi pensando em todos os perigos enfrentados pelos caminhoneiros, que os irmãos Vinicius Vendrami Malucelli e Antonio Vendrami Malucelli decidiram construir uma Parada com foco no atendimento a caminhoneiros.

Em fase de construção e com previsão de inauguração para dezembro de 2019, a Parada Vendrami, como foi chamada, fica localizada em uma das rodovias mais movimentadas do Brasil, a BR-376, na região de Ponta Grossa (PR). O município abriga o Distrito Industrial, local que fica no cruzamento da PR-151 e BR-376, recebendo, portanto, todos os dias uma enorme quantidade de veículos e principalmente caminhões de carga. Inclusive, essa é uma área de acidentes, tanto é que em 2017 ocorreram 1688 acidentes de trânsito, resultando em 109 mortes, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Com um projeto inovador, a Parada Vendrami proporcionará um local de descanso apropriado para esses profissionais, com estacionamento monitarado para 215 caminhões ou mais de 80 bi-trens. Além disso, eles poderão compartilhar de uma sala de descanso, banheiros, chuveiros com vestiário individual, entre outras facilidades.

No local haverá também restaurantes, lojas de conveniência e outros serviços como barbeiro e a algumas lavadoras de roupas.

Está previsto dentro deste novo conceito uma central de cargas, onde os profissionais poderão negociar fretes, e mais de 20 escritórios comerciais destinados a seguradoras, despachantes, transportadoras, além de, entre outros serviços exclusivos para os caminhoneiros, uma central de reparos.

“Ponta Grossa é um ponto logístico fundamental para o Brasil e nós percebemos que não havia nenhum estabelecimento seguro e moderno nessa região, por isso resolvemos iniciar esse projeto, no qual os motoristas e principalmente os caminhoneiros, que ficam mais vulneráveis no exercício da profissão, poderão descansar, se alimentar e até resolver problemas com o veículo em segurança”, declara Vinicius Malucelli.

Para o empreendedor, a realização de projetos como esse é de grande importância e deveria se repetir: “O Brasil deveria contar com mais áreas de descanso como essas, visando a segurança nas estradas. O número de acidentes certamente cairia muito”, avalia Vinicius.




38 comentários em “Caminhoneiros são os profissionais que mais morrem em acidentes durante o trabalho

  • 01/06/2019 em 23:23
    Permalink

    Uma SÓ.no Brasil.. NÃO resolve ..são mts estradas sem a minima condição p pernoitar a beira da rodovia..e a maioria dos postos de combustíveis..qnd oferece algum conforto p caminhoneiro geralmente sao mt caros….e esse trabalhador sempre vice sem dinheiro pra tantas despesas ..( trabalhei mais de 10 anos com meu filho …) que faleceu à 3 anos em acidente com nosso caminhão….gostaria de voltar p estrada…mas cd dia que passa fica mais difícil pra essa profissão ..

  • 01/06/2019 em 22:26
    Permalink

    Péssimos proficionais. aliás auto confiança é o inimigo de qualquer profissão.

  • 01/06/2019 em 16:52
    Permalink

    Esses filhos das putas inventam leis pra nós camionheiros. So pra fuder com agente. Antes tinham que construir lugares pra descanso com segurança. Aí coloca leis pra ser comprida e os otários de alguns MOTORISTA acha bom que soa outros filhos da puta.
    .

  • 01/06/2019 em 12:09
    Permalink

    Não adianta fazer ponto de parada e encher de caminhões que ficam a espera de cargas aí quem está em viagem fica sem estacionamento

  • 01/06/2019 em 09:01
    Permalink

    Muito lindo mas ai vem o legal quando caminhao enconstar tem pagar para usar tem pagar para deixar o caminhão parado

  • 01/06/2019 em 01:20
    Permalink

    E assim mesmo pela lei trabalhista caminhoneiro não tem insalubre e nem periculosidàde se não for caminhão tánque

  • 01/06/2019 em 00:56
    Permalink

    Sou caminhoneiro a 16 anos e realmente vejo muitos absurdos nas estradas. Muitos motoristas que se dizem ser caminhoneiros e se drogam a troco de nada, matam famílias e na maioria das vezes só dão conta do que fez dias depois. E outra parte da estatística são nossa malha rodoviária que estão precárias, não só federais, estaduais e principalmente as privatizadas que não dão a manutenção que necessita. Fiscalização então: Por encrivel que pareça de cada dez caminhões que abordam 6 são de trabalhadores que lutam pra ganhar o sustentando, por que realmente quem precisa ser abordado não param, passam despercebidos. Sou a favor quem mata ou sofre algum tipo de acidente no trânsito e quem provocou o acidente esteja alcoolizado, drogado ou alta felocidade ou seja: infração gravíssima seja preso no ato do acidente inafiensavel… Olha mais por nossas estradas por que atrás de aplcativos fica fácil julgar.

    • 01/06/2019 em 10:34
      Permalink

      Não faz muito tempo que o caminhoneiro tinha direito a aposentadoria especial com 25 anos de contribuição o que ja era muito pois trabalhamos dobrado dia e noite não temos férias nem feriados, tinha que ser com 20 anos de contribuição independente da idade não podemos ser comparado com um cidadão que trabalha em um escritório . Pois por conta de não dormir não se alimentar não descançar trabalhar dia e noite é uma absurdo nos apresentar com 95 anos entre idade e contribuições nossa espectativas de vida é a metade de uma pessoa que trabalha estando todos os dias em casa . Resumindo nunca vamos nos apresentar se alguém se aposentar ja está com os dias contados de vida querem que nos contribua com o inss a vida inteira e nunca vamos ver retorno . Vamos pagar para cada vez mais estes políticos corruptos roubarem

  • 31/05/2019 em 23:30
    Permalink

    Boa noite a todos os colegas das estradas, e uma covardia o que nos dá profissão passamos nas estradas desse país que não valoriza o profissional camioneiro, pois só quem está atrás de um volante sabe como é difícil levar o progresso desse país sobre rodas. Mas eu concordo nos colegas que disse quem tem que fazer praça pra descanso são essas concessionárias desse país que arranca o dinheiro do trabalhador principalmente do camioneiro autônomo, eu por exemplo não posso mais trabalhar pois estou com duas cirurgia no joelho e 6 parafusos na coluna com 49 anos, estou sem salário e não consigo aposentar, esse é o país errado de se viver.

  • 31/05/2019 em 23:21
    Permalink

    O maior problema é a humilhaçao que passamos em postos! Sobrevivem prq nos vendem oleo!!! Ai nos cobram para estacionar,nos cobram em media 7 reais por um banho e dificilmente encontramos comida a menos de 18 a 20 reais e fora a imundicia que é a maioria dos banheiros. Nos tratam como lixo. Deveriamos escolher somente paradas aonde nos tratam com dignidade,mas, hoje em dia é agulha no palheiro. Espero que um dia classe lute porisso,parar somente aonde somos tratados como seres humanos. Aproveitando a deixa;prq a responsabilidade do canhoto(comprovante) nao fica com o dono da carga(recebedor) ? Acabaria com a vergonha do saldo que muitas vezes nao recebemos ,fora a despesa cara dos correios.Simples, o dono da carga envia.

  • 31/05/2019 em 22:53
    Permalink

    Boa noite este caso são isolado
    tem muita pessoas com altomovel e camionete que faz uma utrapassagem e logo fecha o caminhão e para salvar a vida do sidao joga para o acostamento e as vz não cosegi voutar

  • 31/05/2019 em 22:43
    Permalink

    sao os que mais abusam da sorte tambem.

  • 31/05/2019 em 22:37
    Permalink

    Com o almento da idade mínima para esta categoria ter direito a aposentadoria este número só a de almentar

  • 31/05/2019 em 22:23
    Permalink

    Meu nome é Jamil Queiroz: brilhante a ação pensando nos caminhoneiros pois sabemos a jornada desses profissionais é exaustiva onde inúmeros acidentes inclusive muitos são fatais. No estado de São Paulo onde os pedágios são os mais caros não existem local para o motorista descansar. Trecho das rodovias Bandeirantes , Anhanguera e Washington Luiz , após as 02:00h não a como os motorista estacionarem pra tirar uma soneca se estcionar nas alças de acesso dos postos é cheio de placas proibido parar ou estacionar , por volta das 04:00h passa uma viatura da polícia rodoviária estadual autuando quem estiver parado ou você dirigi com sono ou é autuado , se ficar o bicho pega se correr come . Nas três rodovias citadas há vários postos de pedágios base de apoio ao usuário e base da polícia rodoviária estadual pense encontra as placas proibido parar e estacionar. Mas as viaturas passam autuando quem estiver parado . Esse é o Brasil que vivemos .

  • 31/05/2019 em 21:06
    Permalink

    Fui caminhoneiro por 2 anos e o que mais me deixa triste é a falta de manutenção nos caminhões e seus implementos, e outra coisa que eu vi com meus próprios olhos foi a falta de bons costumes dos motoristas. Muitos se embriagam e deixam os banheiros nos postos de combustíveis em situações precárias devido ao mal uso. Por exemplo: retiram duchas , quebram seus componentes, deixam vasos sanitários em situações precárias. Lamento essas atitudes por alguns que não pensam nos colegas de profissão.

  • 31/05/2019 em 20:52
    Permalink

    Pq q essas matérias sobre nós nunca traz nada de novo ou novidade, só ficam nesse mi mi inútil.

  • 31/05/2019 em 20:26
    Permalink

    Por isso que deveria ter a lei a aposentadoria especial!!Muitos nem chegam a usufruir deste benefício..

  • 31/05/2019 em 19:29
    Permalink

    Profissão perigo,sem valor,somos trabalhadores mal visto pela sociedade, em relação ao caminhoneiro e as pessoas que dirige carro somos mal vistos,atrapalhamos o trânsito pra essas pessoas,nossos freios não funciona igual a um carro,passamos frio,fome,medo,ninguém se importa, tudo que se tem,tudo que as pessoas usam,tudo mais tudo,foi através de um profissional trouxe até um certo lugar que foi adquirido através de um caminhoneiro,o o que se come também,hj pergunto qual o valor de um ser humano desses,(nada),somos pai de família,deixamos em casa pessoas que amamos,sem saber se voltaremos,fazemos isso por amor a profissão,mais somos profissionais sem valor.

  • 31/05/2019 em 18:05
    Permalink

    Boa tarde.
    Concordo com a a área de descanso, mas infelizmente muitos dos acidentes acontecem simplesmente porque os motoristas não sabem conduzir, não respeitam as leis rodoviárias, não têm respeito pelos outros actos condutores que é fazem da estrada uma selva.
    Além desse local de descanso deveria haver controlo digital do veiculo na velocidade, carga, tipo de condução, etc. Os veículos deveriam ter dispositivos para controlo Toxicológico e informação imediata à empresa. As multas além da caça são deveria ser também no patronato.

    • 31/05/2019 em 20:15
      Permalink

      É Jorge Manuel , experimenta sentar atrás de um volante de caminhão e fazer uma jornada de 10 horas dia ….concerteza vc não sabe nem oque está falando .. pois tem muita gente responsável sim ,muito pai de família como eu buscando o pão de cada dia ,ou rezando ou orando para que o nosso Deus nos guarde de tudo que vc imagina até da queles que não sabe o que fala …..

    • 31/05/2019 em 22:44
      Permalink

      Este Jorge Emanuel e um filho da p. Não sabe que as empresa obrigada nos caminhoneiros a trabalhar 10 a 12 horas por dia. galera temos que lutar por nos direitos enquanto estámos vivos

  • 31/05/2019 em 17:59
    Permalink

    Pensando nos motoristas vcs acreditam ne eles estão pensando e no bolso deles

  • 31/05/2019 em 17:58
    Permalink

    Pensando nos motoristas???? Vcs acreditam ne eles estão pensando e no bolso deles

    • 31/05/2019 em 20:54
      Permalink

      Depois vem um deputado que não serve nem para fazer limpeza no congresso dizendo que oficial de justiça tem ter aposentadoria especial.

  • 31/05/2019 em 17:49
    Permalink

    Na minha opinião deveria ter uma área de descanso com segurança em cada pedágio, afinal o valor do pedágio é um absurdo é uma maneira das concessionárias devolver alguma coisa para os caminhoneiros, é muito bem pago pra isso é o mínimo que eles deveriam fazer, a gente paga pedágio e e se quiser tomar banho tem que pagar banho e estacionamento nos postos

    • 31/05/2019 em 19:31
      Permalink

      Verdade as concessionárias das rodovias deveriam oferecer esse serviço já que o preço dos pedágios e totalmente abusivo

  • 31/05/2019 em 16:59
    Permalink

    Somos cobrados pra estarmos no cliente no dia e horário determinado por isso excedem os a carga horária é colocando nossas vidas em risco

  • 31/05/2019 em 16:19
    Permalink

    Só Agora descobrirão que nos motorista profissional que deixamos nossas famílias em casa por nessecidades de dar o alimento digno a elas que somos os que mais morremos exercendo nossa profissão sempre longe de quem nos amemos e nos ama nossas esposas e filhos sempre aguardando nosso retorno e muitos dos colegas de profissão voltado dentro de um caixão lacrado isso e vida e todos todos ainda tem a capacidade de queimar o motorista de caminhão que levamos o alimento até a mesa de tds pra vcs alimentar os filhos de vcs somos nós que movemos o mundo não somente o Brasil

  • 31/05/2019 em 15:53
    Permalink

    E estamos prestes a perder nossas aposentadorias especiais.Parabéns Bolsonaro.

    • 31/05/2019 em 18:05
      Permalink

      Caminhoneiro tem aposentadoria especial ???? Não sabia , como funciona ???

      • 02/06/2019 em 09:37
        Permalink

        Não existe mas a muito tempo

  • 31/05/2019 em 15:52
    Permalink

    Então queria ouvir falarem das estradas com muito buraco,rodovia com um degrau no acostamento de20 cm ou sem acostamento,e crime ? Cadê os orgaos responsaveis deem condicoes de trabalho bando de políticos inuteis

    • 31/05/2019 em 18:07
      Permalink

      Nesse pais nossos deputados não lembram dos caminhoneiros profissão sofrida estamos sujeitos a perigo a todo minuto dizem que policiais é profissão de risco é mesmo mais a nossa senhores deputados e a nossa SR presidente da republica Bolsonaro que apoiarmos antes das eleições e continuamos a apoiar mas pode olhar também que corremos risco de vida tanto quanto os policias ou ate mais

  • 31/05/2019 em 15:44
    Permalink

    E a estrada esburacadas mau sinalizada de pista simples com degraus muito desproporcional no acostamento, se cai em um acostamento de pista simples o caminhão tomba devido a altura do degraus as concessionárias muitas das vezes recapiam a pista e não o acostamento

  • 31/05/2019 em 11:44
    Permalink

    Morrem muito porque também temos CABININHAS frontais com revestimentos plásticos na frente.

    Deveríamos ter por aqui uma empresa como a Vlastuin Truckopbouw para esticar essas plataformas frontais e desenhar um capô para ser colocado no caminhão, sob encomenda, é lógico, pois por aqui poucos têm BOM GOSTO como eu por caminhão, tem muita gente aqui que tem FETICHE por caminhão frontal.

    • 31/05/2019 em 18:03
      Permalink

      Não é fetiche amigo , é a legislação de transito, pra limitar o comprimento total.

    • 31/05/2019 em 19:37
      Permalink

      Profissão perigo sem valor somos trabalhadores mal visto pela sociedade, atrapalhamos o trânsito para a sociedade,passamos frio,medo,fome,mais o que importa pra sociedade que não enxerga que somos os responsáveis pelo que se veste e pelo que se come,fazemos isso por amor a profissão,saímos de casa s saber se voltaremos,mais o que isso importa pra sociedade ,se todos começasse a olhar pro próximo como se estivesse olhando pra si mesmo muitas coisas mudaria.

    • 31/05/2019 em 23:54
      Permalink

      A legislação limita o comprimento, mas não diz EXATAMENTE que o caminhão DEVA ser frontal. Se fosse assim o L 1620 já teria sido tirado de circulação já em 2005! Na Europa TAMBÉM há limites, mas MESMO ASSIM as empresas que trabalham com design e cabines estão LIBERADAS para colocar 1 metro a mais de capô na frente do caminhão, reduzindo um pouquinho o implemento.

      Gente, VOCÊS NÃO SABEM INTERPRETAR UMA LEI, NÃO ENTENDEM! Formato da cabine é livre, DESDE QUE RESPEITE os limites de comprimento. Entenderam ou preciso desenhar?

      O que tirou os bicudos daqui foi SIM o fetiche dos frotistas e donos das montadoras, estes sabem que é mais rápido e fácil desenhar umas formas num caixão de plástico e metal fino e fraco, desenha um pouquinho, um detalhe aqui e ali e fica pronto o seu caixão sobre rodas!

      Posso até passar trabalho, mas vou dar um jeito de fazer um serviço de primeira e alterar a parte da frente de uma dessas carroças e fazer um caminhão decente pra mim.

      Não gosta? PROBLEMA SEU!

Fechado para comentários.