Mulheres poderão ser caminhoneiras na Rússia




Na Rússia, as mulheres são proibidas de exercerem cerca de 450 tipos de atividades profissionais em 30 setores diferentes. Essa proibição foi imposta pelo regime socialista que governava o país em décadas anteriores, na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

A proibição era para proteger as mulheres, sua saúde e segurança. Entre as atividades proibidas estão o combate a incêndios, a mineração, a operação de certos veículos nas indústrias ferroviária e marítima, e a condução de caminhões de longa distância e ônibus com mais de 14 assentos.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Proteção Social da Rússia, a partir de 2021, muitas dessas proibições irão cair. Com isso, as mulheres poderão trabalhar como motoristas de caminhão de longa distância e também conduzirem ônibus urbanos e rodoviários de grande porte.

A Rússia espera impulsionar sua economia com a medida, encontrando mais potenciais candidatos a empregos, principalmente no setor de transportes, que, assim como no restante da Europa, enfrenta uma escassez considerável de motoristas.

Além disso, a medida deve reduzir a disparidade salarial entre homens e mulheres, já que na Rússia, mesmo ocupando os mesmos cargos e com a mesma formação, os homens ganham salários cerca de 26% maiores que as mulheres.